Zuum terá saque em caixas eletrônicos do RS, SE e PA


A Zuum, joint-venture entre Mastercard e Telefônica de serviços bancários, vai permitir saques e depósitos nos caixas eletrônicos (ATMs) da rede Saque e Pague. A rede de 200 ATMs funciona nos estados do Sul, Norte e Nordeste. A maior parte dos caixas fica em Porto Alegre (RS), Aracaju (SE) e Belém (PA). As transações serão possíveis a partir de segunda-feira, 22.

Segundo Eduardo Abreu, CMO da Zuum, a empresa já tem 400 mil clientes. Até dezembro de 2014, eram 150 mil, mas com a chegada a São Paulo em março, o número se multiplicou. Por enquanto, os paulistas continuam tendo de fazer depósitos ou saques indo a lojas da Vivo, ou efetuar depósitos na rede de ATMs Cirrus, da Mastercard.

“O alvo prioritário é o estado do Sergipe, onde a Saque e Pague tem grande capilaridade e mais ATMs que alguns dos maiores bancos”, diz o executivo da Zoom. No estado do Nordeste, a expectativa é que 80% dessas transações sejam feitas pelos ATMs. A Zuum também quer aproveitar a presença da Vivo na região, onde o market share supera, diz, os 60%.

PUBLICIDADE

Para fazer uma operação pelo caixa eletrônico o usuário escolhe a bandeira da Zuum. Depois informa o qual transação quer realizar sem uso do cartão Zuum. A autenticação acontecerá apenas pelo celular, sejam smartphones, sejam feature phones. No caso destes últimos, ao incluir o número da linha móvel no ATM, o cliente recebe um PIN por USSD. Quem possuir smartphone, poderá usar o aplicativo da Zuum para receber o PIN. É cobrada uma taxa de R$ 2,90 por saque. Os depósitos são gratuitos.

Saque e Pague
A rede de autoatendimento mostra na Ciab, feira do setor bancário que acontece em São Paulo até amanhã, 18, também outra proposta de autenticação usando o celular. O sistema, diferente do usado pela Zuum, dispensa uso de cartão de correntista. Funciona com tecnologia da Vasco, empresa que faz sistemas de segurança para operações bancárias.

O cliente vai ao caixa e seleciona a transação que deseja realizar. O ATM exibirá um código gráfico, chamado CrontoSign. O cliente deve então fotografar a imagem. Um PIN aparecerá no celular, que deverá ser inserido no caixa eletrônico. A autenticação estará completa, e a operação, autorizada. A expectativa das empresas é que ao menos um grande banco brasileiro comece a usar a ferramenta ainda este ano. Faremos um piloto, com duração de 60 a 90 dias, que deve ser iniciado em breve. Se bem sucedido, a intenção seria de aplicação massiva entre os correntistas” diz Raul Pavao, diretor regional de negócios da Vasco. Ele não revela o nome do banco.

Anterior Cade aprova compra da Alcatel-Lucent pela Nokia
Próximos FCC quer multar AT&T em US$ 100 mi por falta de informação sobre internet móvel