Zuckerberg evita disputa e adota tom conciliador com operadoras


Mark Zuckerberg fugiu da briga hoje (2) no Mobile World Congress, evento sobre mobilidade que acontece em Barcelona até 5 de março. O CEO do Facebook adotou um tom conciliador em sua apresentação ao dizer que as operadoras de telecomunicações são as grandes responsáveis por conectar mais e mais gente mundo afora.

“As operadoras fazem o trabalho delas, investem bilhões nas redes para conectar as pessoas. E nós estamos trazendo o público”, ressaltou. Durante a manhã, representantes das teles cobraram regulação dos OTTs, categoria em que se enquadra o Facebook. Tim Hoettges, da Deutsche Telekom chegou a dizer que a rede social é, sim, um serviço de telecomunicação.

“Não sou operadora”, rebateu, porém, Zuckerberg em sua fala. Ele evitou, responder aos questionamentos sobre a desregulamentação das empresas de internet. “Também não sou regulador, então não sei como seria uma regulação assim [para o setor]. Não vou entrar neste debate”, disse.

PUBLICIDADE

Ele buscou amenizar os ânimos. Ressaltou que tanto Facebook como prestadoras de serviços de telecomunicações precisam ser lucrativos para que o Internet.org seja sustentável. E destacou que a iniciativa resulta em mais tráfego de dados e mais clientes nas redes. “Atualmente 90% das pessoas vivem ao alcance das redes móveis. O mais importante é que estamos tentando mostrar a quem nunca se conectou porque é importante entrar na rede”, falou.

Representantes de operadoras Airtel e Milicom confirmaram resultados positivos após oferta do Internet.org, que prevê tráfego gratuito para o acesso a determinados conteúdos, como o Facebook, serviços de saúde, educação ou outras vertentes. Zuckrberg disse que mais de 7 milhões de pessoas se conectaram à internet graças às iniciativas do Internet.org, que tem pouco mais de um ano.

Falou que, nos países onde foi lançado, houve aumento de 40% na base de clientes móveis. O CEO da Milicom, que controla a Tigo, operadora da Colômbia, afirmou que houve aumento de 50% em consumo de dados, enquanto na Tanzania, ontem também atua, a tele aumentou as vendas em 10 vezes após a chegada do Internet.org. 

Anterior Google quer ser operadora, mas pequena
Próximos A Ford apresenta bicicletas elétricas integradas a aplicativo