Winity vai construir 5 mil torres até 2029


A Winity Telecom, empresa do Pátria Investimentos, arrematou o lote nacional da frequência de 700MHz do Leilão do 5G, hoje, 4. A proposta de R$ 1,427 bilhão chamou atenção pelo ágio de 805% sobre o preço inicial. Em comunicado, a empresa diz que participou do leilão a fim de desenvolver um plano de implantação de cobertura celular em modelo de atacado.

PUBLICIDADE

A empresa foi criada ano passado, 2020, como provedora de infraestrutura wireless. Tem ativos de redes de telefonia móvel e sistemas de cobertura indoor. Focada em infraestrutura, tem o objetivo de operar como rede neutra, oferecendo soluções de cobertura móvel e capacidade aos clientes do setor de telecomunicações.

Ao vencer o lote nesse leilão, além do pagamento da outorga, a Winity fará investimentos para implantação de infraestrutura de cobertura em estradas e outras localidades, com destaque ao investimento de aproximadamente R$ 2 bilhões para a implantação de mais de 5 mil torres até 2029 para suporte às telecomunicações.

“O Pátria é um dos investidores com maior experiência no setor de infraestrutura de telecomunicações do Brasil. Estamos muito felizes com esta vitória e absolutamente comprometidos em entregar um ambiente mais conectado e digital, que impulsione o crescimento do Brasil”, ressalta Andre Sales, sócio do Pátria e CEO da área de Infraestrutura.

O CEO da Winity, Sergio Bekeierman, completa: “Criamos a Winity com o propósito de prover infraestrutura de telecomunicações de alta qualidade para nossos clientes corporativos. Como uma das empresas pioneiras no desenvolvimento de rede móvel em modelo de atacado, vencer o leilão do 700 MHz nesse momento único da indústria é motivo de muita alegria. Ainda mais gratificante é visualizar o impacto que promoveremos ao levar conectividade a centenas de localidades remotas e a mais de 35 mil quilômetros de trechos de rodovias sem cobertura, gerando milhares de empregos, inclusão digital e o desenvolvimento da infraestrutura do País”.

Posicionado entre os principais investidores de infraestrutura da América Latina, onde atua desde 2006, o Pátria tem um histórico de mais de 20 investimentos realizados em diversos segmentos da área. Em infraestrutura de dados, em particular, contabiliza experiências na construção de torres, redes de fibra e data-centers, por exemplo. Era o dono da Highline, empresa que mais tarde vendeu ao fundo Digital Bridge, e com a qual disputou o lote de 700 MHz.

Além da Winity, entre outros exemplos de investimentos do Pátria no setor de infraestrutura de dados estão ODATA, que atua no Brasil, Colômbia e México para gerenciar e operar data-centers dedicados a fornecer infraestrutura de TI escaláveis, seguras e flexíveis; e a ATIS, que opera na Argentina oferecendo soluções de infraestrutura neutra de telecomunicações, atendendo alguns dos principais players do setor e contribuindo para desenvolvimento da conectividade.

PUBLICIDADE
Anterior Baigorri na presidência e Coimbra no Conselho da Anatel serão sabatinados no Senado
Próximos Claro arremata 5 dos 7 lotes tipo E da faixa de 2,3 GHz