WDC Networks altera condições da IPO


Crédito: Freepik

O conselho de administração da WDC Networks aprovou a alteração de seus planos de abertura de capital na B3. Conforme comunicado da empresa, foi excluída a previsão de uma oferta secundária. Será feita apenas uma distribuição primária de ações ordinárias, com possível uso de um lote adicional e um lote suplementar. A empresa também baixou o preço por ação.

Assim, a empresa reduziu a emissão primária de 25,25 milhões de ações ordinárias para 19,4 milhões de ações. O preço por ação, que estava na faixa de R$31,25 e R$25,75, foi baixado para R$23,20 a R$25,75. Os agentes financeiros da oferta são os bantos BTG Pactual, o Bradesco BBI, o Itaú BBA, e o Citigroup.

PUBLICIDADE

Com base no preço médio da Faixa Indicativa de R$24,48, o montante total da oferta restrita é de R$474,81 milhões, sem contar as ações adicionais e as ações suplementares. E pode alcançar R$688,48, considerando a colocação da
totalidade das ações adicionais e das ações suplementares.

A empresa também adiou o início das negociações das ações no Novo Mercado da B3. Pelo cronograma original, a comercialização livre dos papeis teria início hoje, 22. No entanto, a WDC prorrogou para esta quinta a reserva de investidores institucionais para a oferta restrita de ações. E adiou para 26 de julho a entrada no mercado aberto.

A WDC usará o ticker LVTC3, uma vez que é registrada como Livetech da Bahia. A companhia vai colocar no mercado ações equivalentes a 36,02% de seu capital social.

A empresa teve receitas de R$ 1 bilhão em 2020, EBITDA (lucro antes de impostos, depreciações e amortizações) de R$ 219,7 milhões. O lucro líquido ano passado foi de R$ 70,5 milhões. A dívida líquida era de R$ 420,62 milhões. A empresa distribui equipamentos para redes ópticas para ISPs no Brasil e em outros países da América Latina.

Anterior Remessas de PCs têm crescimento moderado no 2º tri de 2021
Próximos TIM implantará solução omnichannel para rede de casas de câmbio