WDC acerta contrato para construção de duas usinas para VSG Energia


Vicente Gomes (esq.), sócio fundador da VSG, e Vanderlei Rigatieri (dir.), CEO da WDC Networks - Foto: Divulgação
Vicente Gomes (esq.), sócio fundador da VSG, e Vanderlei Rigatieri (dir.), CEO da WDC Networks – Foto: Divulgação

A WDC Networks firmou um contrato para construir duas usinas fotovoltaicas de 6,5MWp cada para as empresas do grupo VSG Energia. As duas usinas serão implantadas no Estado do Rio de Janeiro. A expectativa da WDC é de que os empreendimentos sejam entregues já em operação até o fim deste ano.

A VSG usará essas usinas para reduzir os custos de energia de seus clientes, entre eles, empresas de telecomunicações, além do potencial da região para novas parcerias de negócios. A VSG foi criada por Vicente Gomes, que também é acionista da Sumicity, provedor de internet fluminense.

PUBLICIDADE

São as maiores usinas que a WDC ofereceu no modelo de negócio TaaS – Technology as a Service (locação), até o momento. O contrato contempla um período de 84 meses, contados a partir da data de entrega dos locais para implantação do projeto.

Outra frente

A WDC também anunciou nesta semana que vai atender também o mercado fotovoltaico residencial e de pequenas e médias empresas. Anunciou a linha Titanium Solar, que é composta por Inversores, Placas (módulos) solares, String Boxes, e suportes estruturais, para entrar no mercado residencial com custo-benefício e competir com os grandes distribuidores. Esta linha chegará ao mercado em julho de 2022.

Os produtos foram desenvolvidos pela própria WDC e têm garantia de 35 anos de performance linear.

A geração de energia distribuída com sistemas fotovoltaicos segue em crescimento, gerando emprego, renda e trazendo economia para centenas de milhares de residências e empresas. Segundo projeções da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) para 2022, o Brasil deverá crescer mais de 91,7% em capacidade instalada em energia solar, em relação ao ano anterior.

PUBLICIDADE
Anterior Ações da Oi podem continuar cotadas abaixo de um real
Próximos Ações da Oi caem após acordo de corte da dívida com a Anatel