Vivo Money vem para fazer a inclusão digital e financeira


A Vivo não quer ser conhecida como uma empresa de telecomunicações, mas de tecnologia. Para trilhar esse caminho e ter o reconhecimento, um dos primeiros passos foi o de passar a oferecer serviços financeiros a seus clientes. O primeiro deles, é o crédito. “O Vivo Money quer também fazer a inclusão digital e financeira dos brasileiros”, explicou Sandro Sinhorigno, diretor do Vivo Money. “ Temos a capacidade de levar uma boa experiência bancária para os nossos assinantes que não tiveram uma com as instituições financeiras tradicionais”, completou durante sua participação no 5×5 TecSummit, evento online que, nesta quinta-feira, 10, tratou de tecnologia em serviços financeiros.

Sinhorigno explicou que a operadora possui uma vantagem estratégica em relação a outros players: a Vivo cobre 98% da população brasileira. Outro ponto assinalado pelo diretor do Vivo Money é que a operadora conhece muito bem seus clientes e sabe o seu apetite e sua capacidade de crédito. O banco de dados consistente e a capilaridade de canais são pilares estratégicos para o produto, explicou o executivo.

PUBLICIDADE

Com relação a outros tipos de serviços financeiros, a empresa avalia oportunidades que agreguem experiência e conveniência para os assinantes. Uma das possibilidades é expandir o crédito pessoal para micro e pequenas empresas.

5×5 TecSummit

O evento 5×5 TecSummit é organizado pelos portais Convergência Digital, Mobile Time, Tele.Síntese, Teletime e TI Inside, com a proposta de debater a modernização de cinco setores essenciais para a economia brasileira. Na sexta-feira, 11, o evento termina com uma discussão sobre o impacto da tecnologia na indústria de entretenimento. Inscreva-se gratuitamente. As apresentações passadas, sobre os setores de governo, saúde, eletricidade e finanças já estão disponíveis.

Anterior Banco na palma da mão precisa de boa infraestrutura, assinala Furukawa
Próximos 5G, nuvem, IA, contra lavagem de dinheiro