Vivo libera a migração de todos os clientes móveis corporativos para o eSIM


O SIMcard vai sumir?
O SIMcard perde relevância conforme o eSIM avança

A partir de hoje, 23, todos os clientes corporativos de linhas móveis da Vivo Empresas poderão realizar a troca do SIMcard para e-SIM. O SIMcard é o chip celular que é colocado dentro do smartphone pelo usuário para utilização da rede da operadora. Já o eSIM é um componente embutido na placa do celular, que não pode ser retirado. Em compensação, a ativação é toda virtual, via software. A migração é opcional e deve ser feita por meio do site do Meu Vivo Empresas. A companhia tem 1,5 milhão de linhas corporativas ativadas.

Segundo a operadora, o eSIM é mais seguro. Por não ser removível, impossibilita o manuseio sem autorização e, em eventual roubo, a conexão móvel poderá ser facilmente transferida para um novo equipamento de forma remota e rápida, liberando o uso imediato da linha em outro dispositivo compatível.

PUBLICIDADE

A nova tecnologia ainda agiliza a ativação e uso do aparelho e possibilita o uso de mais de uma linha no mesmo smartphone. Para novos clientes, o processo não se altera e o eSIM será iniciado após a contratação da linha e ativação pelo Meu Vivo Empresas.

“O conceito em longo prazo é criar um padrão de eSIM na indústria como um todo, trazendo economia de custos, maior segurança aos consumidores e conveniência na hora da portabilidade”, explica o diretor de Marketing da Vivo Empresas, Gabriel Domingos.

A Vivo vem oferecendo suporte do eSIM a dispositivos homologados pela Anatel desde 2018. Além dos clientes móveis da companhia (B2C e agora B2B), a Vivo avançou com o eSIM, recentemente, no segmento de comunicação entre máquinas (M2M, na sigla em inglês) facilitando a conectividade das “coisas” desde a linha de produção.

Nem todo celular, no entanto, traz já embarcado o eSIM. A lista de aparelhos compatíveis, homologados na Anatel, é a seguinte:

Aparelhos disponíveis para a migração

Fabricante Nome Comercial
Apple iPhone XR
Apple iPhone XS
Apple iPhone XS Max
Apple iPhone 11
Apple iPhone 11 Pro
Apple iPhone 11 Pro Max
Apple iPhone SE (2ª ger)
Apple Família iPhone 12
Samsung Galaxy S20
Samsung Galaxy S20+
Samsung Galaxy S20 Ultra
Samsung Família Galaxy S21
Samsung Galaxy Fold
Samsung Galaxy Z Flip
Samsung Galaxy Z Fold 2
Samsung Galaxy Note 20
Samsung Galaxy Note 20 Ultra
Motorola Moto RAZR
Anterior Quinze líderes de bancos, fintechs e TICs encontram-se nesta quarta no Digital Money Meeting
Próximos B3 amplia estratégia de criptoativos