Vivo já oferece serviços para além da conexão no campo


“A conexão é a base de tudo, mas é preciso dar o próximo passo e atuar como um facilitador da tecnologia com o foco no agricultor”. É com essa filosofia, explicou Diego Aguiar, head de Iot, Big Data e Inovações B2B da Vivo, que a operadora respalda a sua estratégia de atuação nas áreas rurais brasileiras. Em Live no AGROtic 2020, de hoje, 15, o executivo apresentou os dois primeiros serviços de IoT (Internet das Coisas) lançados em agosto no mercado brasileiro pela empresa: o Vivo Clima Inteligente e o Vivo Maquinário Pesado. Os dois utilizam a rede de 4G (LTE) para a conexão de banda larga para oferecer as informações que o produtor precisa.

No primeiro produto, é possível fazer a predição climática com o apoio de um hub de sensores que fazem o monitoramento das informações on line. O segundo é agnóstico em relação ao fabricante dos tratores e máquinas pesadas usadas na agricultura e esse produto é capaz de trabalhar com mais de 140 parâmetros diferentes, desde o controle de combustível da máquina, passando pela rotação do motor, até o monitoramento da rota. E ainda oferece um hot spot de acesso à internet para que o motorista possa se comunicar, na mobilidade, com a sede da fazenda ou acessar qualquer pessoa pela internet.

PUBLICIDADE

Aguiar assinala que, para o desenvolvimento de novos produtos e serviços, a Vivo firmou parcerias estratégicas com empresas e instituições renomadas (Ericsson, Raízen, EsalqTec) e start ups, visando criar um ecossistema completo de soluções digitais para o atendimento ao agricultor brasileiro.

Anterior Isenção de IoT, marco para IA e 5G estão na agenda do ME, diz Costa
Próximos Viasat amplia presença no país e chega também ao pequeno agricultor