Vivo fará a conectividade dos carros da Hyundai


A Vivo será responsável pela conectividade dos carros da sul-coreana Hyundai no Brasil. A montadora de automóveis lançou nesta segunda-feira, 26, serviço baseado na internet que pretende ampliar a segurança e o controle dos donos sobre os carros.

Chamado Bluelink, o serviço é acessado na central multimídia dos veículos e traz informações relativas ao tempo e trânsito, atualizações de estacionamento em tempo real e informações sobre a locais de carregamento e de abastecimento de combustível, além da segurança do automóvel nas tentativas de roubo. 

PUBLICIDADE

Os serviços de conectividade da Hyundai utilizam a telemática para transferir dados em tempo real, sem interferir no serviço de entretenimento do carro.

Segundo o vice-presidente de B2B da Vivo, Alex Salgado, o serviço usa a plataforma de IoT da operadora, que atende a outros setores econômicos, como a indústria 4.0 e agronegócio. Esta tecnologia permite que os clientes estejam sempre conectados a seus carros, apenas por meio de um app para smartphone que não requer a utilização de dados móveis. 

Inicialmente, o serviço estará disponível em dois modelos do HB20 2022, um dos carros mais vendidos e que tem um público mais heterogêneo, segundo a operadora. O preço dos automóveis com mais conectividade aumenta em R$ 1,4 mil e assinatura será gratuita durante seis meses. A partir daí, o usuário pagará mensalmente R$ 29,90 mensalmente. “Entramos para o ramo das assinaturas”, ressalta o representante da Hyundai, Rodolfo Stopa. 

Além disso, por meio de acordo com a Liberty, o seguro do carro que conta com o Bluelink ficará no mínimo 10% mais barato. O serviço não inclui WiFi e nem prevê atualizações remotas. Mas a fabricante afirma que está prevista a atualização da tecnologia 4G de hoje para 5G no futuro. 

O serviço estará disponível em todo o território nacional, mas não há previsão de atendimento fora do país. A empresa coreana afirma que futuramente o serviço estará em outros modelos da marca e agregará novas funcionalidades.

Anterior Anatel vai propor até 5 anos de garantia para o uso secundário de espectro
Próximos De plataformas de e-commerce a serviços financeiros, Go2Go quer ser o motor do varejo