Vivendi terá de vender empresa de mídia para ficar com a Telecom Italia


TeleSintese-Contrato-fechado-aprovado-combinado-aperto-de-mao-reuniao-compromisso-grafico-apresentacao-Fotolia_139354242

A Vivendi recebeu luz verde da Comissão Europeia para adquirir o grupo Telecom Italia (dono da TIM Brasil). O aval não vem, no entanto, sem condicionantes. Para continuar com a fusão, a empresa francesa deverá vender a Persidera, braço distribuição de mídia no atacado da Telecom Italia, para evitar a propriedade cruzada. A Vivendi é acionista relevante da Mediaset, outro grupo de conteúdo presente no país da bota e concorrente da Persidera.

Para a Comissão Europeia, sem a venda da Persidera, a Vivendi poderia aumentar os preços da distribuição de conteúdo cobrados dos canais de TV italianos, causando danos a este mercado. Em outras áreas de atuação da empresa, como games, música, conteúdo televisivo e cinematográfico, a Comissão não identifou riscos ao mercado surgidos da fusão.

PUBLICIDADE

Com a decisão, a Vivendi poderá finalmente elevar a fatia que possui das ações da Telecom Italia. Atualmente, é dona de pouco menos de 25%. A francesa já tem maioria do conselho de administração do grupo de telecomunicações. O aval contraria rumores, publicados na últia semana pelo jornal Il Sole 24 Ore, de que a Comissão Europeia levaria mais 90 dias avaliando a fusão.

Anterior Procon-SP notifica 35 empresas por desrespeito ao bloqueio de telemarketing
Próximos Oi quer neutralidade tecnológica e incentivo à demanda