Vivendi sugere Amos Genish para liderar conselho da Telecom Italia


TeleSintese-Cadeiras-Posicao-Lugar-roda-circulo-assento-marcado-escolhido-selecionado-reuniao-Fotolia_140362286

A Vivendi divulgou ontem, 5, lista de seus candidatos a compor o conselho de administração da Telecom Italia, dona da TIM Brasil. A lista será votada na próxima assembleia de acionistas, marcada para 4 de maio.

Amos Genish, ex-CEO da Telefônica Vivo, aparece como provável presidente. Ele já é CEO da operadora. Arnaud Puyfontaine é candidato a presidente não executivo. Franco Bernabé, que já presidiu a Telecom Italia, é indicado à vice-presidência de segurança (como já fora anunciado em 22 de março).

PUBLICIDADE

Ao todo, dez nomes foram listados. Além dos três executivos, aparecem  Marella Moretti, Frédéric Crépin, Michele Valensise, Giuseppina Capaldo, Anna Jones, Camilla Antonini, e Stéphane Roussel. Os cinco últimos para ocupar as cadeiras de conselheiros independentes.

“Estamos confiantes no apoio que receberemos de todos os acionistas em relação a estes nomes”, afirmou Puyfontaine.

Em 22 de março, o próprio Puyfontaine e outro seis executivos ligados à Vivendi renunciaram ao conselho da Telecom Italia após críticas do fundo Elliott, que neste ano se tornou acionista da Telecom Italia. A renúncia da maioria dos integrantes ativou mecanismo do estatuto, obrigando a realização de novas eleições para todos os assentos, o que deve acontecer no dia 4 de maio. Enquanto isso, o Elliott segue aumentando sua participação no grupo italiano.

Anterior Anatel reativa Comitê de Infraestrutura de Informação e vai chamar Vivo para explicar uso de dados
Próximos Quadros não quer dinheiro da universalização para enterrar cabos