Vivendi pagará indenização de R$ 150 milhões à CVM


A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou hoje (9/12), em reunião de seu colegiado, a proposta da Vivendi, de pagar indenização no valor de R$ 150 milhões, para extinguir o processo administrativo sancionador, instaurado para apurar eventuais irregularidades na aquisição do controle da GVT. A empresa firmou um termo de compromisso com a CVM.

PUBLICIDADE

A Vivendi foi acusada de divulgar fatos relevantes incompletos e imprecisos, no decorrer do processo de compra das ações da GVT. Num deles, em 13/11/09, “levou o mercado a crer que, àquela data, a Vivendi já era titular de ações e direitos sob ações de GVT em quantidade suficiente para impedir que o controle acionário da companhia fosse adquirido por terceiro”, diz a CVM. A empresa também não detalhou as condições da aquisição de controle da GVT e, ainda, acusada de negociar com ações e títulos referenciados em ações posteriormente à divulgação de fato relevante. (Da redação)

Anterior O sumidouro de tráfego pode acabar
Próximos Radiodifusores defendem manutenção de frequência da TV analógica