Vendas de semicondutores vão crescer 6,7% em relação a 2013


As boas vendas em semicondutores no segundo trimestre superaram as expectativas do mercado e levaram a empresa de pesquisa Gartner a aumentar faturamento mundial para o setor. Segundo a consultoria, as vendas de semicondutores em 2014 devem alcançar US$ 336 bilhões, um aumento de 6,7% em relação ao ano passado, acima da previsão do trimestre anterior de 5,4%.

O crescimento entre abril e junho deste ano supera os 20% em algumas empresas, como na TSMC, de Taiwan, principal fornecedora mundial. “O crescimento em 2014 na área abrange diverso tipos de chips e aplicações”, explica Bryan Lewis, vice-presidente em pesquisa da Gartner. “Expera-se que o DRAM novamente lidere em 2014, com crescimento anual de 18,8%, mas outras áreas também estão indo bem, como FPGAs, ASICs e sensores não-ópticos”, complementa.

A vendas futuras de smartphones, especialmente os iPhones, da Apple, principal compradora de chips ASICs, devem impactar positivamente o mercado. Os novos consoles de videogame (XBox One e PlayStation 4) também dependem deste tipo de chip e devem influenciar a demanda por semicondutores. Apenas a área de chips que não sejam memória deve crescer 5,2%, enquanto em 2013 teve aumento de apenas 0,8%.

PUBLICIDADE

Os tablets também devem continuar a pesar no cenário, embora suas vendas se reflitam em menor busca por computadores de mesa e notebooks. “A venda de PCs tradicionais deve cair 6,7% em 2014, enquanto a produção para dispositivos ultramobile, como tablets, deve superar os 30% este ano. Os aparelhos de baixo custo continuam a nortear o mercado dos tablets”, diz Ranjit Atwal, diretor de pesquisa da Gartner.

Apenas as vendas de memória do tipo DRAM, sozinhas, devem superar os US$ 41 bilhões no ano. A Gartner ressalta que o mercado de memória tem ciclos claros de superoferta e baixa demanda, mas prevê que as vendas destes chips devem continuar altas até 2016. (Com assessoria de imprensa)

Anterior TIM lança pacotes corporativos de segurança de dispositivos
Próximos Transmissão dos jogos da Copa ocorreu sem interrupções, diz Bernardo.