Veja como poderá ser o leilão da 5G


Conforme a proposta do relator, conselheiro Carlos Baigorri, o leilão de venda das frequências começará com a oferta da faixa de 700 MHz, seguida pela venda da 3,5 GHz, vindo depois a de 2,3 GHz e a 26 GHz. Veja a seguir o resumo das modelagens de venda e os compromissos de investimento a serem assumidos pelas empresas que arrematarem frequências no leilão:

PUBLICIDADE

 

Frequências Bloco 1ª rodada 2ª Rodada Compromissos
700 MHz Nacional 1 Bloco 10+10 MHz 2 Blocos 5 + 5 MHz ERBs 4G ou superior em estradas e localidades até final de 2025. Possível conversão de ágio em compromissos adicionais.
2,3 GHz Regionais 8 blocos de 50 MHz regionais Não tem. Cobertura 4G 95% em localidades hoje sem 4G
3,5 GHz Nacionais 4 Blocos de 80 MHz 20 MHz Backhaul de fibra até final de 2025 + ERBs 5G para cidades até 30 mil, 1 ERB a cada 15 mil habitantes + Limpeza da Banda C + PAIS + Rede Privativa de Tecomunicação da Administração Federal
Regionais 8 Blocos de 80 MHz regionais (limite de 2 blocos por comprador) Blocos de 20 MHz Backhaul de fibra para municípios e instalar ERBs 5G nas cidades até 30 mil habitantes
26 GHz Nacionais e Regionais 5 blocos de 400 MHz nacionais 10 blocos de 200 MHz nacionais Sem compromissos

 

Veja o resumo da proposta de leilão apresentada pelo relator da matéria Carlos Baigorri:

Apresentacao-da-Analise-do-5G-v04

Anterior Anatel adia decisão de maior leilão de espectro do país: 3.710 MHz à venda para 5G e 4G.
Próximos Satélite estrangeiro também será ressarcido, defende Baigorri