Vaio, marca de PCs que era da Sony, volta ao mercado brasileiro através da Positivo


vaio e positivo juntas fit15A partir de amanhã, 16, os computadores com a marca VAIO voltam a aparecer nas lojas brasileira. A antiga divisão de PCs da Sony, que se tornou uma companhia independente em fevereiro do ano passado, vai usar a fábrica e o sistema de distribuição da Positivo Informática para retomar as vendas no país.

“Já iniciamos a produção dos equipamentos VAIO em linhas fabris dedicadas e criamos uma unidade independente para a gestão da marca no Brasil, focada em marketing, comercial e assistência ao cliente. Complementaridade é a palavra-chave para definir a parceria entre Positivo e VAIO. Todos nós estamos aprendendo muito neste processo. Enquanto anunciamos a chegada dos produtos ao mercado, por exemplo, um grupo de brasileiros e japoneses trabalha em nossa unidade de Manaus para produzir os notebooks que entregaremos aos consumidores nas próximas semanas”, ressalta Hélio Bruck Rotenberg, presidente da Positivo.

A VAIO quer ser a escolha do consumidor que pensa em comprar dispositivos “high premium”. “Em nossos estudos de mercado, percebemos que a marca está na cabeça do brasileiro fortemente ligada à sofisticação, ao design, à qualidade e à confiabilidade”, diz Daniel Bergman, diretor da unidade VAIO no Brasil.

PUBLICIDADE

O primeiros equipamento a chegar ao mercado são da linha Fit 15F, com tela de 15,6 polegadas. O notebook custará a partir de R$ 2,7 mil, e no máximo R$ 5 mil. Nas configurações, trará processadores Intel Core i3, i5 ou i7, com processamento de vídeo integrado Intel HD Graphics 5500, sistema operacional Windows 10, 1TB de HD, até 8GB de memória, e saída HDMI.

Em breve, chegam o notebook Pro 13, feito em liga de magnésio e fibra de vidro com tela de 13,3 polegadas, e o conversível Z, com mesmo tamanho de tela, feito de liga de carbono e alumínio e com a vantagem de sair do modo de espera em 0,3 segundo. Todos equipados com processadores Intel Core de 5ª geração. Os novos notebooks Pro 13G e Z chegam ao mercado brasileiro em janeiro de 2016. Todos os modelos terão garantia de um ano.

Anterior Mercado de tablets cai 35% no segundo trimestre de 2015
Próximos Smartphone é o dispositivo mais utilizado para acessar redes sociais