Unifique fecha 2021 com alta de 59,4% no lucro líquido


Crédito: Daniel Zimmermann
Crédito: Daniel Zimmermann

A Unifique fechou o quarto trimestre de 2021 com lucro líquido de R$ 22,8 milhões, alta de 64,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita líquida ficou em R$ 142,2 milhões, valor 81,4% maior ante a obtida no quarto trimestre de 2020. O Ebitda ajustado avançou 61% no mesmo tipo de comparação.

No ano, a receita operacional da prestadora foi de R$ 458 milhões, alta de 60,1% ante os resultados de 2020 e o lucro líquido de R$ 80 milhões foi superior em 59,6% na comparação anual. A operadora, que ingressou na bolsa em julho, fechou 2021 com cerca de 500 mil assinantes e mais de 1,6 milhão de home passed.

PUBLICIDADE

Em 2021 a Companhia adquiriu 10 empresas entre carteira de ativos, quotas e ações de sociedades do ramo de telecomunicações instaladas no Estado de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os três ISPs adquiridos no Rio Grande do Sul, a Naja, TKnet e Guaíba, garantiram 70 mil usuários no estado, afirmou José Wilson de Souza Junior, diretor financeiro da Unifique. Este ano, a compra da Sygo Internet, vai acrescentar mais 80 mil usuários gaúchos à operadora.

“Estamos trabalhando dentro do planejamento, focados e preservando o caixa da companhia mantendo, dessa forma, a possibilidade de crescimento”, disse Souza Júnior. De acordo com o balanço, o caixa da Unifique estava no final de 2021 com mais de R$ 690 milhões, enquanto o endividamento estava em R$ 490 milhões.

O diretor acrescenta que a alta do lucro veio de um mix de fatores, como o crescimento sustentável, tanto orgânico quanto inorgânico, retorno dos investimentos, colaboradores comprometidos e boa governança corporativa.

Planos

Para 2022, a operadora segue de olho em novas aquisições e pode antecipar algum serviço 5G, mas ainda não divulga que tipo de serviço será ofertado, alegando segredo estratégico. Souza Júnior disse que já vem conversando com fornecedores. A faixa comprada pela Unifique, em consórcio com a Copel, prevê implantação da rede apenas a partir de 2023 a 2030, para atender 670 cidades catarinenses e gaúchas, no caso da Unifique, que assinou termo de uso apartado da Copel.

Souza Júnior afirma que há possibilidade de pedir a antecipação do uso da faixa de 3,5 GHz à Anatel. “Ainda estamos fazendo as contas”, disse.

Outra meta da operadora é obter um tratamento mais justo da bolsa. “Nós estamos entregando resultados, mas as negociações das ações estão com preços abaixo do esperado”, disse. Aproveitando essa redução, a Unifique recomprou seis milhões de suas ações, parte delas foi usada na compra da Sygo. Ele disse que nos Estados Unidos, por exemplo, empresas do tipo da Unifique têm os papéis vendidos por múltiplos maiores do ebitda. “Vamos mudar esse cenário”, afirma.

PUBLICIDADE
Anterior Grupo Triple Play fará aumento de capital
Próximos Anatel autoriza operação do sistema de satélites da Kepler Communications