União Europeia determina uso do USB-C em celulares, inclusive da Apple, até 2024


O iPhone SE vai custar US$ 429 - crédito: divulgação
O iPhone SE vai custar US$ 429 – crédito: divulgação

A União Europeia decidiu nesta terça, 7, que até o outono de 2024 o padrão USB-C vai se tornar a porta de carregamento comum para todos os telefones celulares, tablets e câmeras. Representantes do Parlamento e do Conselho fizeram o acordo com o intuito de adotar um único carregador comum para diminuir o incômodo para os consumidores e reduzir o lixo eletrônico.

A decisão da União Europeia sobre a entrada USB afeta principalmente a Apple, que utiliza o padrão proprietário lightning.

PUBLICIDADE

Sob as novas regras, os consumidores não precisarão mais de um dispositivo de carregamento e cabo diferentes toda vez que comprarem um novo celular, e poderão usar um único carregador para todos os seus dispositivos eletrônicos portáteis de pequeno e médio porte.

Celulares, tablets, e-readers, fones de ouvido, câmeras digitais, fones de ouvido e headsets, consoles de videogame portáteis e alto-falantes portáteis recarregáveis ​​por cabo com fio terão que ser equipados com uma porta USB-C, independentemente do fabricante. Os laptops também terão que ser adaptados aos requisitos em até 40 meses após a entrada em vigor.

A velocidade de carregamento também foi harmonizada para dispositivos que suportam carregamento rápido, permitindo que os usuários carreguem seus dispositivos na mesma velocidade com qualquer carregador compatível.

Os fabricantes deverão deixar aos consumidores informações claras sobre as características de carregamento dos novos dispositivos, de forma que seja mais fácil verificar se os carregadores existentes são compatíveis. Os usuários também poderão escolher se desejam adquirir novos equipamentos eletrônicos com ou sem dispositivo de carregamento.

Economia

De acordo com a Comissão Europeia, as novas obrigações levarão a uma maior reutilização de carregadores e ajudarão os consumidores a economizar até 250 milhões de euros por ano em compras desnecessárias de carregadores.

Estima-se que os carregadores descartados e não utilizados representem cerca de 11.000 toneladas de lixo eletrônico anualmente.

Próximos passos

No segundo semestre, o Parlamento Europeu e o Conselho Europeu terão de aprovar formalmente o acordo antes de ser publicado no Diário Oficial da UE. Entrará em vigor 20 dias após a sua publicação.

O Parlamento tentava há muito tempo convencer a Comissão a criar uma proposta sobre uma solução de carregador comum. A proposta legislativa foi apresentada em 23 de setembro de 2021.

 

PUBLICIDADE
Anterior B2 Tecnologia vence licitação do chip neutro para o Internet Brasil
Próximos Telefónica Tech faz parceria com Netskope para vender produtos da empresa