Um universo de possibilidades com a evolução da telefonia móvel


{mosimage}A 3G não irá beneficiar apenas uma minoria privilegiada. Em todo o mundo, aponta Emil Nilsson, esta tecnologia móvel está sendo usada para melhorar a qualidade de vida da população, carente de informação, educação, saúde, progresso.

Com a chegada da 3G, as pessoas se perguntam quais as reais vantagens da implementação da nova tecnologia. Os descrentes afirmam que a tecnologia só irá beneficiar uma minoria privilegiada e que a grande parte da população não será afetada. Isto não é verdade.

Muitos pensam: no Brasil, a maioria dos usuários de telefonia móvel – grande parte no modelo de negócios pré-pago – usa o equipamento basicamente para voz e envio de mensagens de texto, serviços que não requerem velocidade e largura de banda. Que vantagem estas pessoas teriam com o 3G?

Paremos para avaliar a situação daqueles usuários que não têm acesso à banda larga fixa, porque os cabos não chegam às suas cidades, pensemos naquelas escolas e hospitais distantes dos centros urbanos, que necessitam de comunicação via internet para trazer novas técnicas educativas a seus alunos e dirimir dúvidas em relação a procedimentos médicos. Estes serão os mais beneficiados com a 3G pois, aonde quer que estejam, poderão se conectar à Internet experimentando alta velocidade e qualidade.

PUBLICIDADE

A Organização das Nações Unidas e o The Earth Institute, da Universidade de Columbia nos Estados Unidos, possuem um projeto especial para incentivar a criação de redes de telefonia móvel em área rurais. A parceria foi desenhada para levar comunicação móvel e acesso à internet para aproximadamente 500 mil pessoas em 10% países da África. Uma das  iniciativas tem o objetivo de melhorar os serviços de saúde de Ruanda, com a criação de um novo serviço de telefonia gratuita que pode ser usado em emergências médicas, para conectar os pacientes aos médicos de plantão.

Outros serviços são as ferramentas de aprendizado à distância (e-learning) para treinar profissionais de saúde a coletar e compartilhar conhecimentos básicos relacionados à saúde.
Do ponto de vista de responsabilidade social, a 3G proporciona finalmente a verdadeira inclusão digital no Brasil. Os resultados de um estudo da London Business School mostraram que "o PIB de um país em desenvolvimento aumenta na ordem de 0.6% para cada 10% de penetração móvel".

Uma pesquisa da Universidade de Harvard analisou o impacto da telefonia móvel na vida econômica de Keral, uma colônia de pescadores na costa norte da Índia. Até 1997, os pescadores da região tinham uma dura escolha a fazer ao retornar de suas pescarias: precisavam decidir em qual das 15 praias iriam comercializar suas sardinhas. Com a grande concorrência e a distância entre as praias, uma escolha errada causava muito prejuízo.

Naquela época, 8% da pesca era descartada diariamente quando havia excesso de oferta em determinadas praias já visitadas pela concorrência. Por outro lado, os demais povoados não visitados pelos pescadores ficavam sem receber sardinhas, o que inflacionava o custo do produto. Enfim, a solução para o problema chegou com a telefonia móvel. em pouco tempo os pescadores perceberam que poderiam ter mais tempo para pesquisar os melhores mercados e escolher de maneira mais inteligente seus destinos de comercialização. Bastava fazer algumas ligações durante o retorno da pescaria. Com a ampliação da cobertura móvel proporcionada pela 3G, à 25 quilômetros da costa os pescadores já conseguiam receber sinal de telefonia móvel, aumentando ainda mais o tempo para se planejarem em suas
rotas.

O lucro médio dos pescadores aumentou em 8%, o preço para o consumidor final caiu 4% e a proporção de pescadores que passaram a negociar as sardinhas fora de suas praias de origem subiu de 0% para 35%. Este é um exemplo, bem simples, de como toda a economia e o comportamento de uma comunidade podem ser alterados positivamente em prol do coletivo.

Acredito que esta constatação irá contribuir para o argumento da universalização dos serviços de telefonia móvel em países em desenvolvimento ao redor do mundo. Independentemente do papel que cabe aos governos destes países, a história desses pescadores é um incentivo para que aconteçam ações maiores em favor do desenvolvimento da telefonia móvel
no Brasil.

Minas Comunica
O programa Minas Comunica é outro exemplo de Universalização das Comunicações. O governo mineiro e dirigentes das operadoras de celular Oi, Claro e da então Telemig Celular assinaram, em março de 2007, um contrato de prestação de serviços que garantirá cobertura da telefonia móvel e transmissão de dados em 100% dos municípios de Minas Gerais. Foi a primeira Parceria Público-Privada (PPP) do País na área de telefonia. Ações como esta mostram a importância do setor para o desenvolvimento econômico e social brasileiro e de como a implementação da 3G pode acelerar este progresso.

Ao redor do mundo, vários projetos que visam democratizar a comunicação vêm sendo abraçados por grandes empresas que buscam dar melhor qualidade de vida para grande parte da população global, carente de informação, educação, saúde, progresso, além de promoverem o sucesso de seus negócios e o crescimento da economia. E para que esta mudança de comportamento se concretize, precisamos conscientizar as pessoas de que a
chegada da 3G não trará apenas aplicativos sofisticados e serviços de multimídia, mas uma nova forma de comunicação, mais ampla, mais veloz, democrática e sem limitações geográficas.


* Emil Nilsson é presidente interino da Ericsson Brasil.

Anterior Nos EUA, Cricket lança serviço ilimitado de vídeos móveis por US$ 5
Próximos Sardenberg: Portabilidade terá plano de contigenciamento. Taxa será de R$ 4,00.