Um milhão de engenheiros de Inteligência Artificial, em três anos. Na China.


A fabricante chinesa encerrou o Huawei Connect 2018, realizado em Xangai, na semana passada, lançando um chamamento para os desenvolvedores de seu país: quer formar um milhão de engenheiros dedicados à inteligência artificial (IA) em três anos.

Para isso, conforme anunciou  Zheng Yelai, vice presidente da Huawei, e presidente da Huawei Cloud BU durante a conferência, a empresa criou uma plataforma que soma comunicação técnica, treinamento de taletos e apoio a novos desenvolvedores.

PUBLICIDADE

A empresa fez também parcerias com as maiores universidades do país e irá destinar US$ 140 milhões a serem repassados ao programa. Entre as iniciativas propostas para a formação dessa mão-de-obra, estão inclusos treinamentos, incubadora para apoiar o lançamento dos projetos; formação de joint-venture com os principais projetos desenvolvidos e apoio de marketing e comercial.

Conforme Yelai, a meta de formar um milhão de estudantes voltados para o desenvolvimento de produtos e serviços de inteligência artificial é ambiciosa, mas factível, tendo em vista que o país conta com 70 milhões de engenheiros de software formados.

jornalista participou do Huawei Connect, em Shanghai, a convite da empresa.

 

Anterior Infinera conclui compra da Coriant
Próximos Turner Internacional Argentina seleciona Vindicia, da Amdocs, para impulsionar sua receita de assinaturas na internet