UIT quer governos incentivando PMEs do setor de TIC


A União Internacional de Telecomunicações (UIT) lançou ontem, 13, uma iniciativa para atrair mais micro, pequenas e médias empresas ao desenvolvimento de tecnologias e novos negócios em telecomunicações e TI. Batizada de Emerge, a iniciativa tem como meta criar um “ecossistema” para que as PMEs sejam estimuladas pelos governos e encontrem seu lugar ao sol em segmentos que tradicionalmente demandam capital intensivo.

O secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, diz que a medida é fundamental para o futuro do setor. “A indústria de tecnologia da informação e comunicação não tem como prosperar sem cooperar com as PMES”, vaticinou. Empresários que participaram do evento Telecom World 2015, promovido pela UIT em Budapeste, na Hungria, descreveram a Zhao a sensação de “tatear no escuro” quanto buscam apoio governamental à criação de novas tecnologias e áreas de negócio.

PUBLICIDADE

A iniciativa será composta por representantes de Estado, líderes da Organização das Nações Unidas (ONU), executivos da indústria de TICs, dirigentes de incubadoras e aceleradoras e de grupos de estímulo ao desenvolvimento.

Como estas pessoas vão trabalhar e que medidas concretas o Emerge vai tomar para incentivar os empreendedorismo ainda está em debate. Integram o Emerge gente da Intel e de organizações como Unicef, WITSA e Startup Europe Projects.

O próximo passo será a realização de um encontro para definir pontos-chave de políticas públicas capazes de gerar o incentivo desejado. Entre os focos previstos estão o incentivo a PMEs de países emergentes, desenvolvimento de serviços públicos eletrônicos ou para ambiente móvel e empenho na formação de profissionais capacitados para trabalhar com inovação.

PUBLICIDADE
Anterior Nokia Networks será maior fornecedora ocidental de TD-LTE Advanced da China Mobile
Próximos Netflix registra lucro abaixo do previsto