UE questiona teles por interferirem em serviços de tráfego pesado de dados


Autoridades da UE (União Europeia) coletaram informações nos escritórios da Deutsche Telekom, Orange e Telefónica para verificar se os grupos de telecomunicações usaram de posição dominante no mercado de internet para “estrangular” serviços de tráfego pesado de dados, tais como YouTube e Skype.

Segundo funcionários de Bruxelas, distorção de acesso à internet no nível do atacacado poderia afetar gravemente o funcionamento de toda a web e restringir a capacidade das pessoas de acessar aplicativos básicos em seus smartphones e computadores.

A União Europeia está investigando se as operadoras estão bloqueando ou interferindo de forma anti-competitiva nos serviços prestados por fornecedores de conteúdo que utilizam grandes quantidades de dados, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

PUBLICIDADE

De acordo com as estimativas da Comissão, cerca de 100 milhões de europeus sofreram restrições no seu uso da internet nos últimos anos, onde aplicativos gratuitos de bate-papo, como Skype ou WhatsApp foram bloqueados por empresas que oferecem serviços rivais. As empresas que comprovadamente violarem as regras da concorrência da UE podem ter de pagar multas pesadas de até 10% do volume de negócios global. (Da redação).

 

 

Anterior Comissão aprova proposta para regulamentação de programação regional da TV aberta
Próximos Empresas inovadoras devem crescer 84% nos próximos cinco anos, diz estudo.