TV por assinatura continua a perder clientes


TV por assinatura continua a perder clientes em novembro

A TV por assinatura em novembro de 2021 apresentou queda de aproximadamente 300 mil clientes ante o mês anterior. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou 16,4 milhões de acesso ao serviço em novembro, dado oficial mais recente divulgado pela agência nesta semana.

A categoria havia conseguido maior recuperação entre junho e julho de 2021. Na época, o número de acessos saltou de 13,9 milhões de clientes para 16,3 milhões em função de mudanças no método de contabilidade oficial, que passou a incluir instalações de recepção de TV aberta. Apesar dos números negativos em comparação à outubro, o serviço obteve crescimento de 10% em relação ao mesmo período de 2020, quando registrou 14,9 milhões de acesso.

As tecnologias que oferecem suporte à TV por assinatura também declinaram entre outubro e novembro. O satélite, que tem o maior market share em TV por assinatura, perdeu 200 mil clientes entre outubro e novembro de 2021. O cabo coaxial registrou 5,49 milhões de acesso em novembro, ante 5,56 do mês anterior. Já a fibra chegou a 1,29 milhões de clientes, sendo que um mês antes havia 1,34 milhões.

Das dez companhias com maiores market shares na TV por assinatura, apenas a OpçãoNet e a Unifique obtiveram algum crescimento em acessos, com variação de 2,7% e 4,54%, respectivamente. A maior queda ficou por conta da Sky, que perdeu 2,3% de sua base de clientes. Enquanto isso, a Tecnoserve, que em outubro detinha 0,2% desse mercado, o sexto maior market share, deixou de constar na lista de provedores de TV da Anatel.

TV por assinatura continua a perder clientes
A redução de acessos foi observadas em todas as regiões brasileiras entre os dois meses, com destaque para o Norte e Nordeste. O primeiro registrou uma variação negativa de 6,5% nos acessos e o segundo de 6,4%. Na relação do ano, porém, o Nordeste foi o estado que mais adicionou clientes, com crescimento de 66,7%. No mesmo período, o Centro-Oeste registrou 11,8% de acessos a menos, se destacando com a maior queda.

 

PUBLICIDADE
Anterior Nokia avisa que resultados de 2021 virão melhores que o esperado
Próximos Tely aumenta capacidade de rede paraibana com Ciena