TV paga perde 93 mil clientes em março


O mercado de TV paga terminou março com 15,37 milhões de assinantes. Significa que manteve a trajetória de queda, com 93,26 mil cancelamentos. Isso representa uma retração de 0,60% da base de usuários em relação a fevereiro.

Na comparação anual, o encolhimento é mais drástico. As empresa desligaram 1,87 milhão de acessos, baixa de 10,86% assinantes em relação a março de 2019. Os números são oficiais da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e foram publicados hoje, 29.

PUBLICIDADE

DTH concentra as perdas

A maioria dos desligamentos registrados na Anatel foi de clientes que usavam serviços baseados na tecnologia DTH (TV paga por satélite). Dos 93,26 mil cancelamentos, 88,28 mil eram DTH.

O satélite ainda é a principal forma de distribuição de TV paga no país, com 7,69 milhões de acessos. Mas encolheu 1,13% no mês, em relação a fevereiro.

O cabo coaxial, usado principalmente pela Claro (Net), perdeu 19,16 mil usuários, e encerrou março com 6,72 milhões de acessos, uma baixa de 0,28%.

Nem todas as tecnologias registraram encolhimento, cabe ressaltar. A fibra óptica (FTTH) cresceu 1,51%, adicionando 14,19 mil clientes. A tecnologia, porém, ainda tem uma parcela pequena da base total de assinantes de TV no país.

Empresas

Embora o mercado tenha encolhido de forma geral, houve quem registrasse crescimento. Das grandes operadoras, a Oi conseguiu adicionar 8,20 mil usuários de TV. Com isso, ampliou sua base em 0,54% em março, alcançando 1,51 milhão de clientes.

Todas as demais concorrentes de grande porte tiveram perdas. A Claro, líder do segmento, apresentou 58,23 mil cancelamentos. Significa que a base encolheu 0,77%, totalizando 7,57 milhões de usuários.

A vice-colocada Sky perdeu 28,08 mil acessos (-0,61%), passando a ter 4,55 milhões de assinantes. E a Vivo fechou o mês com 1,28 milhão de clientes, após 11,15 mil desligamentos (-0,86%).

As prestadoras de pequeno porte (PPPs), em conjunto, encolheram 0,81%, após perderem 3,69 mil clientes. Terminaram março com 451,98 mil contratos. Veja abaixo como ficou o market share no mês:

 

 

PUBLICIDADE
Anterior Estratégia de Governo Digital prevê 20% de redução nos custos de TI
Próximos Empresa procura startups para criar espaços livres de COVID-19