TV Digital movimentará US$ 20 milhões até 2010


A Televisão Digital deverá movimentar, no Brasil, aproximadamente US$ 20 milhões até 2010, com  vendas de conversores do sistema analógico para o digital, televisores e negócios relativos à indústria digital. Esta é a perspectiva divulgada por estudo da CEPAL (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) em conjunto com a Unesco, que pesquisou as indústrias …

A Televisão Digital deverá movimentar, no Brasil, aproximadamente US$ 20 milhões até 2010, com  vendas de conversores do sistema analógico para o digital, televisores e negócios relativos à indústria digital. Esta é a perspectiva divulgada por estudo da CEPAL (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) em conjunto com a Unesco, que pesquisou as indústrias de conteúdos para mídias digitais em 11 países latino-americanos. Até 2011 a indústria de entrenenimento, já com tecnologia digital, deverá crescer 6,4% no Brasil e 8,9% na América Latina.

A chegada da TV Digital, avalia o relatório, poderá diminuir drasticamente a brecha digital existente no Brasil, pois a população poderá utilizar a internet a partir do aparelho de TV doméstico, desde que adquira um conversor para a TV Digital, e utilize a telefonia fixa ou móvel como canal de retorno. Dentre os destaques do estudo com relação às mídias digitais no Brasil, está a penetração de 6% do serviço de TV paga, sendo “a mais baixa da região”, e o país “o último país da América Latina a implantar este tipo de radiodifusão”.

A CEPAL ressalta que a convergência de serviços de TV paga no Brasil já começou, com projetos conjuntos entre as empresas de telefonia Telemar e Brasil Telecom.  Segundo o relatório, “este é um mercado que deverá se desenvolver com mais força, se depender somente do desejo das empresas de telecomunicações, que enfrentam a animosidade dos radiodifusores”.

PUBLICIDADE

A indústria nacional de jogos também foi analisada. Segundo o estudo, 72% dos projetos de games brasileiros são voltados aos mercado de entretenimento, mas há dois mercados em expansão neste segmento: o de advergames, de jogos com vocação publicitária, e o de business games, que são simuladores de negócios focados em aprendizgem empresarial. (Da Redação)

Anterior Campus Party: o volume de uploads surpreende.
Próximos Célia Alves assume Marketing da Software AG no Brasil