TV digital: governo cogita reduzir carga tributária para conversor


O governo cogita reduzir a carga tributária para a fabricação do setop-box (conversor do sinal digital para o analógico) para diminuir o custo do equipamento e permitir que a população de baixa renda possa comprá-lo. No médio prazo, o conversor será a única alternativa para assistir a TV digital porque os televisores digitais ainda custarão caro. “O terminal …

O governo cogita reduzir a carga tributária para a fabricação do setop-box (conversor do sinal digital para o analógico) para diminuir o custo do equipamento e permitir que a população de baixa renda possa comprá-lo. No médio prazo, o conversor será a única alternativa para assistir a TV digital porque os televisores digitais ainda custarão caro.

“O terminal de acesso é um bem de interesse da população brasileira. O governo cogita fazer toda a desoneração fiscal necessária porque queremos ter um preço extremamente acessível para a população”, adiantou, hoje, 29, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, após a solenidade de assinatura do decreto da TV digital.

De acordo com a ministra, além da desoneração fiscal o governo também deverá oferecer linhas de financiamento à população para a compra do conversor. A ministra ressaltou que o governo e a indústria brasileira irão se esforçar para fazer um conversor tecnologicamente avançado, mas barato. “Isso vai ser o grande esforço da indústria brasileira”, comentou.

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que os primeiros conversores serão mais simples e não permitirão, por exemplo, interatividade. “A nossa preocupação inicial é de que o conversor chegue a todos os brasileiros”, afirmou. O ministro estima que os primeiros conversores deverão chegar ao mercado com preços entre R$ 80 e R$ 100.

PUBLICIDADE
Anterior Hélio Costa afirma que haverá espectro suficente para canais públicos
Próximos Patentes terão que ser acordadas entre Brasil e Japão, diz acordo bilateral