PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Operadoras

Três novas usinas solares abasteceram 1,7 mil pontos da Vivo no Paraná

Implementações ocorrem em parceria com a Helexia Brasil, nos municípios de Alto Paraná, Cidade Gaúcha. Ao todo, operadora conta com 55 unidades.
Vivo e Helexia Brasil inauguram três usinas solares no Paraná
Helexia Brasil entrega usina no Alto Paraná. | Crédito: Divulgação/Vivo

A Vivo e a Helexia Brasil, empresa de transição energética, inauguraram três usinas solares no Paraná ao longo do mês de abril. As novas unidades abastecem 1,7 mil pontos de consumo da operadora no estado. 

As instalações estão localizadas nas cidades do Alto Paraná, Cidade Gaúcha e Loanda. Juntas, as usinas somam 18,4 megawatts-pico (MWp) de capacidade instalada.

As usinas fazem parte do projeto de geração distribuída e consumo de energia 100% renovável da Vivo e são as primeiras obras desse tipo na região. A construção levou cerca de um ano.

Caio Guimarães,  Diretor de Patrimônio, Logística e Compras da Vivo, explica que o projeto de da operadora “prevê a instalação de unidades de fontes solar, hídrica e de biogás, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e diversificação da matriz energética em diferentes regiões do país”. Ao todo, contando com as novas estruturas, a empresa faz uso de 55 usinas em geração distribuída no Brasil. 

De acordo com prestadora, a energia produzida em cada usina será injetada no Sistema Nacional Integrado (SIN), especificamente na rede da Distribuidora Local e se transformará em crédito para a Vivo, gerando economia em suas faturas de energia elétrica. 

Ao todo, serão oito mil pontos de consumo da operadora distribuídos entre os estados de Rondônia, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Ceará, Amazonas, Rio Grande do Sul e Tocantins.  

Helexia

O CEO da Helexia Brasil,  Aurélien Maudonnet ressalta que o estado é promissor.  “O Paraná é um estado com potencial incrível para transição energética e com boas perspectivas para um consumo de energia consciente, pois oferece boas oportunidades para usinas fotovoltaicas”, afirmou. 

Segundo Maudonnet, além do contrato com a Vivo, a  Helexia está visualizando outras frentes para prestação de serviços de eficiência energética, como o modelo de negócios sinergético.

Em março deste ano, a Helexia também finalizou obras no município de Paranaíba, no Mato Grosso do Sul. Com isso, a empresa atinge a marca de 23,3 MWp em operação comercial no Brasil.

 

Com informações da assessoria de imprensa*

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS