TIM tem lucro de R$ 993 milhões no 3º tri


A TIM divlgou na noite desta segunda-feira, 25, os resultados do terceiro trimestre do ano. A companhia registrou lucro líquido de R$ 993 milhões, o que representa um salto de 154% em relação ao mesmo período do ano passado. Embora tenha havido melhoras operacionais, boa parte da alta se refere à contabilização de créditos fiscais pela companhia.

O lucro líquido normalizado, ou seja, sem o impacto de efeitos não recorrentes como o do crédito fiscal, foi de R$ 474 milhões, número 21,4% maior que o do mesmo período de 2021.

O EBITDA normalizado foi de R$ 2,16 bilhões, alta de 4,5% ano a ano. A receita líquida subiu 2,8%, para R$ 4,5 bilhões. A companhia revelou ainda que no trimestre investiu (Capex) R$ 897 milhões, alta de 5,5% na comparação ano a ano.

Operacional

A TIM terminou outubro com pouco mais de 52 milhões de clientes. Deste total, 51,6 milhões em telefonia móvel (alta de 0,9% ano a ano); e 675 mil na banda larga fixa (alta de 7,7%). Com se vê na tabela abaixo, a empresa perdeu clientes no pré-pago, migrados para planos pós-pagos ou retirados da base. No pós-pago, apresentou expansão. A receita de serviços móveis somou R$ 4 bilhões. Já o fixo gerou R$ 287 milhões para a operadora.

A cobertura em FTTH foi ampliada para 4 milhões de homes passed, em 28 municípios mais 7 regiões administrativas do Distrito Federal ao final de setembro, crescimento de 30%.

A Receita de Plataforma de Clientes, referente às parcerias com o C6 Bank, com a Kroton e ao TIM Ads, totalizou R$ 38 milhões no 3T21, sendo R$ 26 milhões gerados por Serviços Financeiros e R$ 11 milhões oriundos de Publicidade Móvel. Nesse trimestre também foi registrada a entrada das primeiras receitas vindas de Serviços Educacionais (R$ 117 mil em setembro), ainda em fase inicial. No acumulado do ano, a Receita de Plataforma de Clientes somou R$ 83 milhões, com R$ 57 milhões vindos de Serviços Financeiros e R$ 26 milhões de Publicidade Móvel.

PUBLICIDADE
Anterior PMEs têm maior potencial de mercado para nuvens, avalia diretor da TIM
Próximos Megatelecom compra 100% do capital da IFTNET Telecomunicações