TIM: macroeconomia, novos hábitos do cliente e VU-M afetam desempenho


conferencia TIM 3q15A TIM creditou a três fatores a piora do desempenho da companhia no terceiro trimestre do ano: macroeconomia, novos hábitos do consumidor e queda da VU-M.

“No país, vemos inflação ainda crescendo, confiança baixa do consumidor, taxa de câmbio de R$ 3,59, mas que foi até aqui bem absorvida pelo setor. A taxa de desemprego alarmante impacta os usuários de baixo poder aquisitivo, que compõem fatia importante dos nossos usuários”, elencou Rodrigo Abreu, CEO da empresa, durante conferência pública realizada hoje, 04, em São Paulo.

Ele lembrou que o setor enfrenta uma mudança nos hábitos dos consumidores, que buscam mais dados e menos voz. Essa transformação levou a queda de 13% no MOU (minutos de uso, ou a quantidade de minutos de voz média por usuário) no trimestre em relação a um ano antes. Em compensação, houve aumento de 30% nos bytes de uso, medida também média por usuário. Atualmente, a média de uso do cliente TIM é de 443 MB ao mês.

PUBLICIDADE

Para enfrentar o cenário, que qualifica como “desafiador”, Abreu ressalta que mantém em curso a estratégia de investimentos da companhia. O plano contempla expansão da rede móvel 3G e 4G, ofertas para manutenção da base pré-paga, para crescimento no pós-pago, e no ambiente corporativo, e corte de custos até a obtenção de economias de R$ 1 bilhão. No período, a TIM aumentou o Capex, investimento em infraestrutura, em 22%, ao mesmo tempo em que reduziu os custos operacionais (Opex) em 20%.

A base pré-paga da empresa encolheu 6% no trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado. “Isso mostra o início do esgotamento das ofertas baseadas na formação de comunidades [com chamadas apenas dentro da rede da operadora]”, completou.

A redução dos valores da VU-M continuou a escoar receita. Em 2013, a receita gerada pela tarifa de interconexão representava 16% do total da companhia. No terceiro trimestre deste ano, caiu para 8%. “Isso gerou uma queda de 6,5% na receita com serviços e de 2,7% no EBITDA”, falou. A redução dos valores da VU-M fez a receita com tráfego entrante cair R$ 260 milhões. Em compensação, a empresa gastou 10% a menos com tarifas de interconexão para redes de outras operadoras.

A receita com SMS caiu para 5% da receita líquida para serviços móveis da operadora. Um ano antes, equivalia a 8%. A receita de dados passou a representar 34% da receita líquida para serviços, enquanto o tráfego de voz tradicional foi 61%, ante 69% no terceiro trimestre de 2014.

O reposicionamento da empresa foi uma resposta a este conjunto de fatores. “Era inevitável”, contou Abreu. A empresa anunciou na sexta-feira, 30, uma simplificação das dos planos móveis com o objetivo de se tornar o chip principal dos usuários multiSIM. O executivo reforçou que a tendência é de abandono desta prática por parte do consumidor. “Trazemos para o Brasil o que já é realidade na Europa e há mais tempo nos Estados Unidos”, destacou Rogério Takayanagi, chief marketing officer da operadora.

A TIM relatou possuir 5 milhões de clientes 4G. A receita média por usuário em dados cresceu 37%. Abreu reafirmou metas de cobertura divulgadas na semana passada, de alcançar 60% das cidades com cobertura 4G. Para isso, destacou os investimentos em infraestrutura. No terceiro trimestre, a companhia ampliou em 19% o número de sites 3G e em 55% o de sites 4G, passando para 11.814 e 5.556, respectivamente.

Live Tim e Corporativo
A banda larga fixa da empresa manteve a rota ascendente, alcançando 200 mil usuários, um crescimento de 67% sobre um ano antes. A área de atuação do Live TIM por enquanto se restringe às cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os executivos comemoraram os resultados em soluções corporativas. No segmento, as vendas em telefonia fixa cresceram 28% nos últimos nove meses. Em telefonia móvel, houve alta de 57%. “Tivemos um saldo de portabilidade numérica positivo depois de uma sequência histórica de perda de clientes”, lembrou Abreu.

Anterior Bilionário George Soros diminui participação em operadora brasileira
Próximos Abreu minimiza impacto negativo de possível aumento do ICMS por estados