TIM lidera adição de clientes de banda larga fixa em julho, diz Anatel


 

Imagem por blizzy78 (CC.by.2.0)
Imagem por blizzy78 (CC.by.2.0)

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil, com 27.896.068 acessos banda larga fixa registrados em julho de 2017, apresentou crescimento de 1.542.100 novos contratos (+5,85%) nos últimos 12 meses. Em comparação com o mês anterior, julho de 2017 registrou aumento de 156.483 (+0,56%).

Os provedores regionais de banda larga fixa lideraram o crescimento percentual do serviço nos últimos 12 meses, com 989.440 novos contratos (+37,17%). No entanto, em relação ao mês de julho de 2017 quando comparado com junho deste ano, o maior crescimento foi registrado pela prestadora Tim com a entrada de 11.476 assinantes em julho de 2017 (+3,13%).

Com exceção da BT que registrou queda de 9.241 assinantes (-28,17%) em 12 meses, todos os outros grupos acompanhados nominalmente pela Anatel apresentaram crescimento. A Tim liderou o crescimento percentual com 65.659 novos contratos (+20,99%), seguida pela Sky, com 58.695 assinantes (+19,03%) e Cabo, com 12.091 novos usuários (+12,83%).

PUBLICIDADE

Na variação entre junho e julho de 2017, não houve queda no número de assinantes nos grandes grupos acompanhados nominalmente pela agência reguladora. Após a Tim, que liderou o crescimento percentual do serviço no período, temos a Sky, com entrada de 8.922 novos contratos de banda larga fixa (+2,49%), e a Sercomtel, com 3.804 novos usuários (+2,23%). Destaque-se que os provedores regionais ocuparam o quarto lugar no crescimento percentual do serviço em julho de 2017, com 66.563 novos contratos (+1,86%).

Nos estados

Nos últimos 12 meses, o Amapá liderou o crescimento percentual com 20.012 novos contratos do serviço de banda larga fixa (+48,18%), seguido pelo Rio Grande do Norte, com entrada de 48.874 novos usuários (+18,27%). ( assessoria de imprensa).

Anterior Representantes de 10% do PIB não se frustram com o não de Eunicio e vão ao STF
Próximos Diretor indicado para a Ancine pediu "Fora Temer" em Cannes