TIM Itália inicia negociação formal com o fundo KKR


O Conselho de Administração da TIM Itália aprovou o início das negociações com o fundo KKR, que ofereceu 10,8 bilhões de euros pelos ativos da operadora. Mas também mantém os estudos para a fusão da rede fixa com a Open Fiber.

Conselho da TIM Italia aprova início conversa com fundo KKR. Crédito-Freepick.
Conselho da TIM Italia aprova conversa formal com fundo KKR. Crédito-Freepick.

O Conselho de Administração da TIM Itália reuniu-se ontem, domingo, e, por unanimidade, decidiu aprovar o início das negociações formais com o fundo estadunidense KKR, que ofereceu € 10,8 bilhões pelos ativos da maior operadora de telecomunicações italiana, e dona da TIM Brasil. Conforme o comunicado divulgado, também ficou decidido que a operadora italiana  exploraria uma possível parceria com a Open Fiber, rival de banda larga apoiada pelo governo italiano, enquanto busca uma reformulação interna, conforme foi apresentada pelo CEO da empresa,  Pietro Labriola, no início de março.

“O Conselho deliberou por unanimidade que o Presidente e o CEO iniciem conversas formais com a KKR, além daquelas já mantidas pelos assessores, a fim de maximizar o valor para o acionista também em relação a outras partes potencialmente interessadas”, diz o comunicado.

PUBLICIDADE

Também reitera considerar  que a TIM Itália é mais valiosa do que foi avaliada pelo fundo de investimento. Afirma o comunicado: “o  Conselho afirmou sua convicção de que a TIM carrega valor não expresso, … que deve ser levado em consideração na exploração de qualquer alternativa ao plano industrial”.

Open Fiber

A decisão do Board da operadora reitera também que o plano industrial apresentado por Labriola, no início de março, que prevê a separação estrutural de empresa de rede e de serviço, também continua a ser analisado. Afirma o informe:

“O  Conselho reiterou sua deliberação de prosseguir com o plano e continuar a explorar e executar o plano de descontinuidade, com base na reorganização das atividades do Grupo e uma possível fusão com a Open Fiber SpA, continuando as negociações com o CDP e conversações com as autoridades governamentais relevantes”.

As ações da TIM Itália na semana passada atingiram uma baixa histórica depois que a empresa registrou uma perda recorde em 2021 e Labriola revelou seu plano de renovação. A oferta da KKR de 0,505 euros por ação é um prêmio de 75% em relação ao nível de fechamento da ação na sexta-feira, em comparação com um prêmio de 46% quando foi anunciado pela primeira vez.

O governo da Itália, que tem ações com  poderes especiais para proteger empresas de relevância estratégica para o país, como a TIM, ainda não tomou uma posição formal sobre a proposta da KKR.

 

PUBLICIDADE
Anterior Elea Digital e Vertiv anunciam aliança estratégica em serviços edge
Próximos Telefonia fixa perde 319 mil assinantes em janeiro