TIM Itália fecha trimestre no vermelho. Anuncia reorganização em 7 de julho


A dívida bruta, de 17,7 bilhões de euros, se manteve estável. Crédito: Freepik

A TIM Itália fechou o primeiro trimestre do ano no vermelho. Conforme divulgou hoje, 4 de maio, a operadora reportou um  prejuízo de € 142 milhões, contra € 206 milhões registrados no mesmo período do ano passado. No ano passado, a operadora fechou com prejuízo líquido 8,6 bilhões de euros.

As receitas também caíram 2,5% ano-a-ano, e somaram € 3,6 bilhões mas em linha com o que a operadora já havia anunciado. Desse montante, € 2,846 bilhões vieram do mercado italiano e € 806 milhões do mercado brasileiro. Na Itália, a rede fixa é a que gera a maior receita, de € 2,612 bilhões e a telefonia móvel, gerou € 851 milhões.

PUBLICIDADE

A empresa informou também que, no dia 7 de julho, será comunicado ao mercado o “Projeto de reorganização executiva do grupo”. Em abril, o grupo comunicou ao mercado que não teria chegado a um acordo com o fundo europeu KKR, que havia oferecido € 12 bilhões por todos os ativos da empresa. A partir de então, as informações preliminares indicam que a empresa deverá separar seus ativos, de maneira a fazer com que a sua rede fixa se vincule à rede estatal italiana, para a oferta de infraestrutura de banda larga no atacado e novas unidades de serviços deverão surgir.

Até que o completo plano seja anunicado,  o destaque no desempenho  ficou mesmo com a TIM Brasil, conforme os resultados apresentados ontem. A matriz ressaltou que receitas e Ebitda estão em crescimento. E foi informado também que foi concluída a aquisição dos ativos da Oi. Outro destaque foi a venda da participação indireta na empresa de infraestrutura Inwit, vendida por € 1,3 bilhão.

O Ebitda (fluxo de caixa) da TIM Itália também apresentou forte queda, de 13,3 ano-a-ano, para € 1,4 bilhão. Os investimentos realizados no período foram maior aos do mesmo trimestre do ano passado, e somaram € 936 milhões, contra € 691 milhões do ano passado em igual trimestre . No Brasil, a TIM investiu no mesmo período € 226 milhões.

Dívida

A dívida financeira líquida é de € 17,7 bilhões, mas estável em relação a dezembro do ano passado.

 

PUBLICIDADE
Anterior TIM e FS criam empresa de segurança em operações com PIX
Próximos Com ativos da Oi e 5G, TIM define meta de superar as rivais