TIM leva conectividade às fazendas da SJC Bioenergia


Unidade São Francisco da SJC, em Quirinópolis (GO) (Foto: Divulgação)
Unidade São Francisco da SJC, em Quirinópolis (GO) (Foto: Divulgação)

No final de 2021, a SJC Bioenergia fechou contrato com a TIM Brasil como fornecedora de conectividade para suas unidades no Sudoeste de Goiás. Uma das maiores produtoras no setor sucroenergético no estado, produzindo etanol, açúcar, energia e proteína para nutrição animal, entre outros, a SJC firmou uma parceria com a TIM para ampliar o sinal 4G na área de suas unidades produtoras de Quirinópolis e de Cachoeira Dourada, cidades com 50 mil e 8 mil habitantes, respectivamente.

Pela SJC, a parceria teve como objetivo integrar a conectividade da TIM a suas máquinas agrícolas, equipamentos no campo e ferramentas de comunicação entre equipes, agilizando a tomada de decisão, aumentando a eficiência e o tempo de resposta entre o campo e os escritórios. Para isso, houve a implementação de seis torres de transmissão, no final de 2021 e início deste ano. A ação acabou por beneficiar diretamente a comunidade que mora e trabalha nas regiões com operações da SJC e que passaram a ter conexão 4G de qualidade.

PUBLICIDADE

Para Alexandre Dal Forno, Diretor de Desenvolvimento de Mercado IoT & 5G da TIM Brasil, a chegada da SJC ao portfólio de clientes da TIM mostra a importância da conectividade para a expansão do agronegócio brasileiro: “Acreditamos que a digitalização do campo e a consequente inclusão digital da população rural é essencial para levar o agronegócio a outro patamar. A solução 4G TIM no Campo existe há mais de 4 anos e desde então, conectamos mais de sete milhões de hectares com 4G e mais de quinze milhões de hectares com a tecnologia Narrow Band IoT (NB-IoT), um marco em nossa história”.

Alex Fabiano, Gerente de TI da SJC Bioenergia, diz que a empresa buscou aliar sua necessidade de avançar com conectividade à oportunidade de ampliar ações de responsabilidade social. “Acreditamos que, ao oferecer cobertura 4G de qualidade, contribuímos para promover a inclusão digital para nossos mais de 4.000 funcionários diretos e para as dezenas de milhares de moradores da região e que tem suas casas e locais de trabalho na área de abrangência do serviço”, ressaltou Alex.

O projeto conta também com a tecnologia Narrow Band IoT (NB-IoT), funcionalidade que permite ampliar a cobertura tradicional em até 40%, com baixo consumo de bateria, fundamental para aplicações de Internet das Coisas. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Ericsson passa por reestruturação e muda equipe de executivos
Próximos Streaming representa 21% do consumo de vídeo do brasileiro, diz Kantar