TIM Brasil perde importância nos resultados da Telecom Italia


Os resultados de 2015, impactados pela redução dos ganhos com VU-M e situação macroeconômica, fizeram a TIM Brasil perder importância no balanço de sua controladora, a Telecom Italia. A operadora brasileira representava, em 2014, 28,9% da receita da italiana. Com o desempenho de 2015, passou a representar 23,5%.

Boa parte da explicação recai sobre a desvalorização do Real frente ao Euro. A variação cambial impactou negativamente o resultado da operadora brasileira em € 341 milhões. Se analisado o EBITDA, a participação da TIM Brasil cresceu. A operadora brasileira representou 20,7% do EBITDA do grupo, enquanto, em 2014, representava 20,2%.

PUBLICIDADE

A receita da Telecom Italia caiu 8,6% em 2015, para € 19,72 bilhões. O EBITDA encolheu 20,3%, para € 1,78 bilhão. Os resultados, afirma o grupo, foram impactados por despesas não recorrentes, como pagamentos de benefícios a funcionários, aquisições de serviços, gestão de estoques, entre outros. Esses gastos não recorrentes totalizaram pouco mais de € 1 bilhão no ano.

Ao final de dezembro, a Telecom Italia tinha endividamento líquido de € 27,28 bilhões, € 627 milhões a mais que um ano antes.

 

 

PUBLICIDADE
Anterior TIM Brasil projeta redução gradual de investimentos até 2018
Próximos Só 90 empresas com documentos corretos no leilão de banda C da Anatel