Terceirização de TI passa de 45% para 58% em seis anos


O investimento das empresas brasileiras em tecnologias da informação e comunicação, parece seguir em ritmo acelerado. De acordo com a sexta edição do levantamento TIC Empresas, realizado pelo Cetic.br, 30% das corporações introduziram novos softwares ou aperfeiçoaram softwares existentes. Nas empresas que possuem de 10 a 49 pessoas ocupadas, esse percentual foi de 25%, enquanto nas empresas de portes médio e grande a proporção chega a 42% e 57%, respectivamente. Além disso, houve um aumento na terceirização dos serviços de TI. Em 2007, este percentual era de 45% e em 2012 chegou a 58%, principalmente com suportes técnicos.
 

A grande maioria das empresas brasileiras de médio e grande porte utilizaram softwares adquiridos por licença (88%), sendo que dentre as empresas de grande porte esse percentual chega a 97%. O uso de softwares adquiridos sob encomenda e desenvolvidos pela própria empresa foram mencionados por 43% e 18% dos entrevistados, respectivamente. Os três principais motivos citados pelas empresas para o uso de softwares novos ou que passaram por algum aperfeiçoamento são: melhoria de procedimentos internos (35%), ganho de produtividade (22%) e adequação à exigências legais (19%). (Da redação)

PUBLICIDADE
Anterior Conexão por cabo foi a que mais cresceu entre empresas brasileiras, em quatro anos
Próximos Abranet defende texto original do Marco Civil