Teles vão instalar 286 antenas 5G em 7 meses, em São Paulo, diz prefeito


Ricardo Nunes (à direita) assinou o decreto nesta quinta, 10, na Prefeitura de São Paulo - crédito: José Norberto Flesch / Telesíntese
Ricardo Nunes (à direita) assinou o decreto nesta quinta, 10, na Prefeitura de São Paulo – crédito: José Norberto Flesch / Telesíntese

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse nesta quinta, 10, que as teles se comprometeram a instalar 286 antenas de 5G em sete meses em áreas de sombra da cidade. Ele informou os números em reunião com as operadoras e representantes do setor de telecomunicações, quando foi assinado o Decreto e Termo de Adesão das Teles, relativo à lei das antenas.

Nunes estava acompanhado também de secretários municipais de pastas envolvidas na decisão sobre as antenas de São Paulo, além de alguns vereadores. A aprovação da lei das antenas de São Paulo aconteceu em dezembro de 2021, após acordo com as teles. Na ocasião, a Câmara Municipal da capital paulista aprovou o PL 347/2021 com 47 votos a favor e 6 contra, sem abstenções.

PUBLICIDADE

As 286 antenas serão instaladas em regiões da periferia. Conforme define o decreto – veja o documento completo aqui -, essas regiões são: na zona sul, Jardim Ângela, Jardim São Luiz, Cidade Dutra, Pedreira, Grajaú, Marsilac, Parelheiros, Santo Amaro e Socorro; na zona norte, Anhanguera, Perus, Jaraguá, Brasilândia, Pirituba, Cachoerinha, Tremembé e Mandaqui; e na zona leste, Jardim Helena, Lajeado, Guaianases, José Bonifácio, Cidade Tiradentes, Parque do Carmo, Iguatemi, São Rafael, Sapopemba, Itaquera e Ermelino Matarazzo.

Os pedidos de instalação de ERB, ERB móvel e mini ERB nos distritos prioritários terão redução de 50% no preço público para licenciamento e cadastramento se protocolados nos primeiros 7 meses após a data de publicação do decreto; e de 30% para os pedidos protocolados após os 7 meses e antes dos 12 meses
da data de publicação.

Nos primeiros 12 meses após a publicação do decreto, os equipamentos autorizados a se instalar em bens municipais localizados nos distritos prioritários terão redução de 50% do valor da retribuição pelo uso do bem municipal, durante o primeiro ano da permissão de uso desta lei.

As empresas de telecomunicações terão prazo de 90 dias, após o licenciamento ou cadastramento, para implantação completa da ERB autorizada, sob pena de perda de validade da autorização para instalação.

Empregos

Em meio a elogios e agradecimentos das operadoras, Nunes e os demais presentes ouviram de Vivien Suruagy, presidente da Federação Nacional de Call Center, Instalação e Manutenção de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e de Informática (Feninfra) que a operação de instalação das novas antenas 5G vai gerar a contratação de 1,5 milhão de trabalhadores no país.

Também foi apresentada no encontro a previsão da instalação de 20 mil pontos de wifi livre na cidade até 2024.

PUBLICIDADE
Anterior Repsol e Telefónica criam empresa de painéis solares
Próximos V.tal fecha contratos com três provedores da região Norte