Teles vão cancelar os chips do pré-pago sem cadastro completo


As operadoras de telefonia móvel iniciaram em 18 de abril deste ano  o recadastramento dos celulares pré-pagos que tenham pendências no estado de Goiás (DDD 62).  Os clientes com pendências cadastrais receberam uma mensagem (SMS), informando que precisam fazer seu recadastramento que terminaria no dia 24 de junho. A ampliação do prazo, para até 5 de julho,  permitirá o alcance de mais clientes, informa o SindiTelebrasil.

Para atualizar seus dados, o consumidor que receber a mensagem de aviso deverá entrar em contato com a central de atendimento telefônico da sua operadora e estar preparado para informar nome completo, número de CPF (no caso de pessoa física) e o endereço completo, com CEP.

PUBLICIDADE

A atualização é obrigatória para todos os consumidores que possuam pendências cadastrais e quem não fizer o recadastramento no prazo estipulado pela operadora terá a sua linha bloqueada enquanto o cadastro não for atualizado.

 A iniciativa atende ao que foi determinado pela Lei 10.703/2003 e pela resolução 477/2007, da Anatel, para que as operadoras mantenham o cadastro atualizado de seus clientes na modalidade pré-paga.

Com a prorrogação do prazo, as demais etapas também sofrerão alteração nas datas. Pelo novo cronograma, a partir de 31 de julho, o projeto será estendido para 10 Estados: os demais municípios de Goiás, Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Tocantins e Santa Catarina. Por fim, em 2 de setembro, o recadastramento chega para os demais Estados brasileiros, com o envio da mensagem de aviso, informando a pendência cadastral.

A atualização do cadastro dos clientes que utilizam o serviço pré-pago é a primeira fase do projeto. Numa segunda fase, que se inicia em março de 2020, as empresas passarão a adotar um novo modelo de cadastro para novas ativações de celulares pré-pagos.

Anterior Abinee afirma que queda de imposto de importação de TIC, sem mexer no insumo, irá desempregar milhares
Próximos Embratel aposta em Wi-Fi Seguro para hotéis e restaurantes