Teles passam a integrar o Cadastro Positivo


Crédito: Freepik

As operadoras de telecomunicações agora fazem parte do Cadastro Positivo. Com isso, informações de pagamento das contas dos serviços serão consideradas pelos birôs de crédito Boa Vista, Quod, Serasa e SPC na formação da nota de pessoas físicas e jurídicas.

Essa inclusão expandirá a base de dados do Cadastro Positivo e atende à Lei do Cadastro Positivo, que completa dois anos. As operadoras estão repassando aos birôs dados como nome, CPF/CNPJ e se o cliente paga ou não suas faturas.

PUBLICIDADE

Além dos clientes com conta bancária, 13,5% dos clientes das operadoras que não têm qualquer conta em instituição financeira vão alimentar o Cadastro Positivo. Com isso, essas pessoas terão também um score de crédito.

Para Elias Sfeir, presidente da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), isso levará à inclusão financeira. “Quanto mais informações relevantes para avaliação de crédito, maior a possibilidade de que pessoas físicas e jurídicas, até então sem condição de serem avaliadas, sejam vistas e consideradas pelo mercado de crédito. Portanto, o recebimento dos dados dos clientes das operadoras de telecomunicações é uma medida positiva para os credores, os tomadores de crédito e para a economia”, pontua Sfeir.

Marcos Ferrari, presidente executivo da Conexis Brasil Digital, concorda. “A iniciativa tem o potencial de facilitar a vida dos brasileiros, principalmente dos que têm bom histórico de pagamentos”, diz.

Até o momento, cerca de 53 milhões de registros de pessoas físicas e jurídicas foram enviados aos birôs de crédito pelas operadoras de telecomunicações e, desse volume, cerca de 7 milhões de registros são totalmente inéditos, ou seja, não faziam parte da primeira onda de informações enviadas pelas instituições financeiras.

Anterior FITec integra novo Centro de Inteligência Artificial Aplicada da Unicamp
Próximos Huawei, PTI e Coopavel unem-se por conexão 5G para o agronegócio