PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Operadoras

Teles estão entre as cinco empresas com mais reclamações em 2022, aponta o Procon-SP

Levantamento do Procon-SP aponta que TIM conseguiu melhorar posição na lista, saindo da sétima para a 30ª colocação; Oi também está entre as 50 companhias que mais recebem queixas dos consumidores. Mas Claro e Vivo figuram no Top 5 das mais reclamadas.

Claro e Vivo estão em lista do Procon-SP de empresas com mais reclamações em 2022

As duas maiores operadoras do país, em número de clientes, aparecem no top 5 das empresas com maior volume de queixas em 2022. Claro e Vivo ocupam quarto e quinto lugar, respectivamente, no levantamento das reclamações registradas no Procon-SP, divulgado na quarta-feira, 15.

No ano passado, a Claro, incluindo serviços prestados por Net, Embratel e Nextel, recebeu 4.433 reclamações fundamentadas (demandas não solucionadas em fase preliminar que seguem para uma segunda etapa de conciliação, com a abertura de processo administrativo).

Com isso, a empresa foi a quarta que mais recebeu reclamações, de acordo com registros compilados pelos sistemas do Procon SP Digital e da Secretaria Nacional do Consumidor Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). Vale destacar que, em 2021, a Claro figurava em terceiro lugar.

A Vivo aparece logo após a concorrente, na quinta posição, com 3.690 queixas. A operadora subiu consideravelmente na lista, uma vez que, no ano anterior, era a 13ª empresa com mais reclamações.

A TIM, pelo menos no ano passado, segue na contramão das rivais. A operadora, que já liderou o ranking do Procon-SP por dois anos consecutivos (2017 e 2018), ocupa a 30ª posição da lista, com 1.234 reclamações fundamentadas. Nota-se que a tele melhorou a sua posição também na comparação anual, tendo em vista que ficou na sétima posição em 2021.

Na lista com as 50 empresas com mais reclamações, a Oi ficou na 38ª posição, uma colocação abaixo do ano anterior (37ª). Segundo a lista, a operadora recebeu 835 queixas fundamentadas em 2022. Outras empresas presentes no top 10 do Procon-SP são Faci.ly (1º), Eletropaulo (2º), Mercado Livre (3º), Samsung (6º), Grupo Via (Casas Bahia, Ponto frio e Extra.com.br – 7º), Bradesco (8º), Shopee (9º) e Itapemirim (10º).

2023

Apesar de muito reclamadas no Procon-SP, na Anatel o cenário é diferente. O número de queixas feitas à agência caiu 28,4% em janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2021. Os dados são da agência, mas foram compilados pela Conexis Brasil Digital, organização que representa operadoras.

Em números absolutos, o setor recebeu 120.203 queixas no primeiro mês de 2023, 47.640 a menos do que as registradas em janeiro do ano passado. A título de comparação, o Procon-SP registrou em 2022 inteiro 60,3 mil queixas contra empresas de telecomunicações – metade do que foi registrado para o setor financeiro.

Além disso, a Conexis aponta que houve queda nas reclamações relacionadas a todos os serviços, com destaque para os de TV por assinatura (-38,5%), banda larga fixa (-29,1%) e telefonia móvel (-23,8%).

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Capacity LATAM 2024 vai debater conectividade e inovação na América Latina
Evento acontece nos dias 12 e 13 de março, com presenças de BNDES, META, AWS, Algar, Telxius , Mega Telecom, Elea Digital, Ufinet e mais.

 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado