Telefónica testa várias aplicações no satélite LEO da Telesat


Na imagem, uma projeção da Telesat de sua constelação. A intenção é prover conectividade em todo o globo.

Telesat, e Telefónica International Wholesale Services (TIWS) comunicaram hoje, 4, que  concluíram testes em órbita ao vivo em uma ampla gama de aplicações na fase 1 do satélite de órbita baixa (LEO) Telesat satélite.

O teste demonstrou que o Telesat LEO poderia ser uma opção viável para backhaul sem fio e
apresenta uma melhoria substancial no desempenho em relação à órbita geoestacionária (GEO), sem o uso de técnicas de compactação ou aceleração TCP, que são normalmente necessários em ambientes GEO de 650 ms de latência.

As aplicações testadas no Telesat LEO resultaram em uma latência de ida e volta observada de 30 a
60 ms sem perda de pacotes. Os cenários de teste incluem:
* Transmissão de vídeo em alta definição, sem interrupção.
* Videoconferência com equipes, demonstrando fluidez consistente de movimento
transmissão de voz e voz com a experiência do usuário que combina terrestre e celular
conexões.
* Conexão de área de trabalho remota para gerenciar perfeitamente um computador remoto.
* Conexão VPN sem demora ou interrupções.
* Transferências de arquivos criptografados por FTP de 2 GB nas duas direções.
* Criptografia de túnel IPSec sem redução no desempenho do link.

PUBLICIDADE

“Ao planejar, projetar e construir nossas ofertas para fornecer a melhor conectividade da categoria para nossos clientes, estamos ansiosos para explorar como tecnologias de ponta como a Telesat
O LEO pode se integrar à nossa infraestrutura de conectividade global ”, explica Gustavo
Arditti, diretor da unidade de negócios satélite TIWS. “Em todos os aplicativos o Telesat LEO apresentou um desempenho excepcional”, disse Erwin Hudson, vice presidente, Telesat LEO (com assessoria de imprensa). 

Anterior Grande extensão de cabos de telecom é roubada em SP e RS, denuncia Telcomp
Próximos Pesquisa da FGVcia aponta existência de 424 milhões de dispositivos digitais em uso no país