Telefônica tem que publicar fato relevante renunciando aos poderes na Telecom Italia


Anatel reformula um pouco a decisão sobre a cisão da Telco (controladora da Telecom Italia), mas mantém obrigação da Telefónica abdicar de todos os seus direitos de voto e veto na operadora italiana, até vender completamente sua participação.

A Anatel decidiu hoje, 12,  modificar um pouco a decisão tomada no início do ano, referente à cisão da Telco (controladora da Telecom Italia). O conselheiro Rodrigo Zerbone admitiu recurso da Telefônica, que alegou não ter poder de modificar o regimento interno da Telecom Italia. Mas manteve a determinação de a operadora espanhola se afastar completamente de todas as decisões da operadora italiana, devido a propriedade cruzada entre a TIM e a Vivo, e vender seus ativos no prazo de 18 meses.

Assim, a Anatel mandou a Telefônica publicar, até o dia 6 de abril, fato relevante comunicando ao mercado que a empresa abre mão completamente de todos os seus direitos políticos na holding italiana (poder de voto e de veto) e em suas controladas. Determinou ainda que a espanhola peça à  Telecom  Itália realizar assembleia geral para mudar seus estutdo social, de maneira e tirar o poder da Telefónica.

 

PUBLICIDADE
Anterior Novos iPhones podem usar modems Intel
Próximos PMEs inovadoras do Sul receberam R$ 79 milhões em créditos do BNDES desde agosto