PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Negócios

Telefônica conclui incorporação da integradora Vita IT

Negócio foi fechado em agosto do ano passado e aprovado sem restrições pelo CADE; atividades foram agregadas ao portfólio da Telefônica Infraestrutura e Segurança
Telefônica Brasil conclui incorporação da Vita IT
Incorporação prevê que subsidiária da Telefônica realize as atividades da Vita IT (crédito: Freepik)

A Telefônica Infraestrutura e Segurança (TIS) concluiu, nesta quinta-feira, 30, a incorporação da Vita IT, selando um negócio que foi firmado ainda no ano passado. A Telefônica Brasil, por meio de comunicado ao mercado, informou sobre a finalização do processo de integração das atividades.

“Esta incorporação fortalece o posicionamento da companhia no mercado de networking e possibilita uma maior eficiência operacional, aumento da escala dos negócios, além da padronização na prestação de determinados serviços de tecnologia da informação”, destacou a tele, em trecho do comunicado.

A Telefônica Infraestrutura e Segurança é uma subsidiária do grupo Telefônica que atua como provedora de serviços integrados de segurança. Já a Vita IT é uma integradora de soluções para empresas de diferentes portes, provendo serviços profissionais e gerenciados de networking, além de revenda de hardware e software do mesmo segmento.

No comunicado, a operadora ressaltou que “a incorporação não afetará as atividades antes desempenhadas pela Vita IT e que a marca ‘Vivo Vita’ continuará existindo e sendo explorada pela TIS”.

Transação

A compra da Vita IT pela Telefônica foi realizada em agosto de 2022. O valor do negócio não foi revelado.

Ainda no ano passado, a transação foi aprovada sem restrições pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). À época, o negócio foi defendido por ambas as empresas sob a justificativa de que havia sinergia para a união de forças.

No caso da Telefônica, a incorporação representa uma oportunidade de acelerar os planos de se capacitar em serviços profissionais e gerenciados, bem como potencializar a sua capacidade no segmento de revenda de software e hardware.

Para a Vita IT, a venda foi considerada uma chance de integrar o negócio a um grupo econômico capaz de aumentar a oferta de produtos e serviços. A possibilidade de ter acesso a um número maior de clientes, por meio da companhia de telecomunicações, também pesou a favor da decisão.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS