Telefónica anuncia ampla reorganização na Espanha


Telefónica
A operadora foi dividida em seis unidades de negócios, duas novas. Crédito: Divulgação-tele.síntese

A Telefónica Espanha aprovou uma ampla reorganização em sua estrutura, que se divide em seis grandes áreas de negócios, incluindo a criação de duas novas divisões: o negócio de Atacado, para atender a outras operadoras, e a divisão Vertical, que agrupará as diversificação de negócios fora das principais telecomunicações, como alarmes, telessaúde ou energia.

A empresa, sob a presidência de Emilio Gayo, justifica o novo modelo organizacional para promover e capturar oportunidades de crescimento. Com esse objetivo, a operadora organizou seus negócios em seis grandes áreas: B2B (empresas e administrações públicas), B2C (residencial), Atacado, Vertical, Audiovisual e ORTI (Operações, Rede e Tecnologia da Informação). Além disso, foi criado um departamento transversal de Experiência do Cliente e Qualidade.

PUBLICIDADE

Óscar Candiles, atual diretor de Estratégia e Atacado, assume o comando da área B2C (residencial); José Manuel Casas, diretor do Território Oriental, assume a área de Verticais, e Marisa de Urquía, atual diretora de Transformação, vai dirigir o negócio de Atacado. Todas as áreas de negócios estão sob a o conselheiro delegado da Telefónica Espanha, Sergio Oslé.

Pedro Serrahíma, atual CEO da O2, será responsável pela Experiência do Cliente e Qualidade. A área de B2C (clientes residenciais), que será liderada por Oscar Candiles, vai gerenciar tudo relacionado aos clientes residenciais, tanto canais como vendas, atendimento, ofertas comerciais ou marketing, e assumirá a gestão da O2. Quanto à área de Negócios Verticais, terá como foco Movistar Prosegur Alarmas (MPA), eHealth, Energia e Serviços Financeiros.

Marisa de Urquía  gerenciará o marketing e engenharia de clientes e operações de atacado. Adrián García Nevado continua a liderar o B2B (clientes empresariais e administrações públicas) e Cristina Burzako como CEO da Movistar Plus+, na área do Audiovisual.
A Telefónica Espanha também quer fortalecer a área de Operações, Redes e Tecnologia da Informação (ORTI), e continuará sob a direção de Joaquín Mata e terá como foco a automação, o uso da tecnologia como alavanca de transformação e a eficiência de todos os processos e negócios da empresa, entre outros aspectos.

(com informações do El País).

PUBLICIDADE
Anterior Whatsapp nega pedido de Bolsonaro e diz que só implantará megagrupos após eleições
Próximos Fábio Faria é condenado por propaganda eleitoral antecipada no RN