Telecom Italia recebeu oferta do fundo KKR por rede de fibra


A Telecom Italia, dona da TIM Brasil, informou que recebeu uma proposta “não vinculante” do fundo americano KKR para financiar a expansão da rede de fibra óptica da companhia na Itália. A proposta prevê que o fundo seja parceiro na empreitada de construção de uma rede de ultra banda larga de alcance nacional.

A companhia informou que o conselho de administração gostou da oferta e vai avisar o governo a respeito, uma vez que as autoridades pressionavam pela fusão com a Open Fiber, rival de menor porte, para a criação de uma rede única de acesso FTTH. O acordo com a Open Fiber, no entanto, embora não esteja descartado, parece patinar por discordâncias quanto aos valores que cada empresa teria de bancar na operação e a estrutura societária que seria criada.

PUBLICIDADE

Já no caso da participação da KKR, conforme relato de fontes à agência Reuters, haveria o interesse em financiar a construção da rede nacional e, depois, a aquisição por parte do fundo de 42% a 43% de participação apenas no negócio de rede fixa da Telecom Italia. Uma transação desse tipo renderia de € 7 bilhões a € 7,5 bilhões à operadora, que tem endividamento líquido de € 24 bilhões.

A proposta do fundo norte-americana não eliminaria a possibilidade de fusão da Telecom Italia com a Open Fiber, e a oferta ainda seria mantida caso tal operação naufragasse, disse fonte da empresa. Qualquer que seja o desfecho, precisará do aval do governo, que tem poder de intervir sobre a operadora, antiga monopolista estatal. Atualmente, o grupo Francês Vivendi é o maior acionista da Telecom Italia, com 24% das ações. O governo tem 10%, enquanto o fundo Elliott tem outros 9,8%.

Anterior Oi quer aval dos credores para mexer no plano de recuperação judicial
Próximos Teles vão ao STF contra lei do Rio de Janeiro