Telecom Italia daria R$ 21 bilhões pela GVT


A Telecom Italia está preparando uma oferta de 7 bilhões de euros (ou R$ 21 bilhões) pela operadora brasileira GVT, ultrapassando, assim, a oferta hostil de 6,7 bilhões de euros (ou R$ 20,1 bilhões) feita pela Telefónica, informaram as agências de notícias neste final de semana.

A Telecom Italia está preparando uma oferta de 7 bilhões de euros (ou R$ 21 bilhões) pela operadora brasileira GVT, ultrapassando, assim, a oferta hostil de 6,7 bilhões de euros (ou R$ 20,1 bilhões) feita pela Telefónica, informaram as agências de notícias neste final de semana.

Além de dinheiro vivo, a operadora italiana estaria oferecendo participação de 20% da controladora Vivendi em sua própria empresa e participação também na holding brasileira que irá controlar a TIM e a GVT.

A oferta da Telefónica prevê também participação acionária da francesa na Telecom Italia, a qual ainda é controladora. Conforme as agências, a Telefónica teria oferecido em dinheiro R$ 11,96 bilhões (4 bilhões de euros)  além da participação em suas operações brasileiras para a GVT.

PUBLICIDADE

Conforme fontes da Bloomberg, a GVT estria trabalhando com os bancos Goldman Sach e Credit Suisse como financial advisers de sua possível venda. Na semana passada, em conversa com o presidente da GVT, Vincent Bollore, o presidente da Telecom Italia, Marco Patuano, teria falado em uma aliança estratégica. A possível oferta de 20% de participação na Telecom Italia vale cerca de 3 bnilhões de euros, baseada no valor atual da empresa, de 15 bilhões de euros. A TIM tem valor de mercado de 4,5 bilhões de euros (ou cerca de R$ 14 bilhões).

Mas a Telecom Italia tem um alto endividamento e sua dívida já foi classificada como “lixo” pela Standart & Poors. Sua dívida operacional soma 27,4 bilhões de euros, duas vezes o valor de toda a empresa.

Anterior Dona da Nextel deixa de pagar US$ 118 milhões de juros
Próximos STF suspende decisão que determinava a retirada de matéria publicada em blog