Telebras não fez licitação em mais da metade dos contratos de 2014


A empresa  informa que 52% dos 116 contratos realizados no ano passado foram feitos com dispensa de licitação. Segundo ela, as razões para que metade dos gastos realizados em 2014 terem sido feitos sem licitação se devem  à “participação da Telebras em eventos que promoveram sua marca; contratação de empresas para capacitação dos colaboradores; necessidade de locações de terrenos e fornecimento de energia elétrica e extensões de rede elétrica, nos quais a Telebras abriga suas Estações de Atendimento e Pontos de Presença, além de contratações referentes à atividade-fim da Companhia”. O resultado operacional da empresa – que apresentou prejuízos milionários e queda no faturamento – foi comunicado à CVM no mês passado.

A Telebras gastou com contratos no ano passado R$ 102 milhões. As compras sem licitação – 61 contratos, de 116 – somaram R$ 29 milhões. Os maiores gastos foram feitos por intermédio de pregão eletrônico de registro de preço, no valor total de R$ 57,77 milhões.

Programas

PUBLICIDADE

Para este ano, a operadora pretende aumentar o backbone nacional de 21 mil quilômetros para 28,7 mil quilômetros, continuar com o projeto de construção e lançamento do satélite geoestacionária, em joint-venture com a Embraer, e dar continuidade ao programa de cabo submarino internacional.

Anterior Anatel confirma restrições à Vivendi na Telefônica Brasil
Próximos Globo vai usar soluções da Cisco em vídeo multitela