Telebras instala 27 pontos satelitais para o Exército na fronteira da Amazônia


A Telebras instalou nesta semana 27 pontos de banda larga por satélite na faixa de fronteira da Amazônia, para uso do Exército. Os links serão utilizados por Pelotões Especiais de Fronteira (PEF), que atuam a região.

PUBLICIDADE

A conexão é baseada na capacidade do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) pertencente à Telebras.

Os novos pontos se encontram nos estados de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá. Atenderão as ações militares e também as comunidades indígenas e ribeirinhas próximas aos pelotões. Outras sete conexões satelitais estão em fase de instalação nos PEFs dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A inauguração dessa conectividade ocorreu durante a visita técnica da comitiva do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) do Exército Brasileiro a  alguns dos pontos de abrangência do Projeto Amazônia Conectada (PAC), em Novo Airão, São Gabriel da Cachoeira e Macurutá, no Amazonas. O projeto foi lançado há dois anos e hoje são aproximadamente 1.900 quilômetros de fibra óptica que levam conectividade às Organizações Militares (OMs) e Pelotões Especiais de Fronteira.

“Viemos testar e está em operação aqui no 5° PEF de Maturacá um sistema satelital de internet que é complementar ao PAC. Isso dá maior possibilidade de melhoria no aspecto de comando e controle do pelotão de fronteira do Exército Brasileiro presente na região e garante a inclusão digital da população indígena e da família militar que permanece aqui o ano inteiro”, destacou o general de Divisão Luciano Guilherme Cabral Pinheiro, vice-Chefe de Tecnologia da Informação e Comunicações do DCT.

Também integraram a comitiva o presidente da Telebras, Jarbas Valente, e o diretor Técnico-Operacional, Luis Fernando de Freitas; o chefe de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC) do Exército Brasileiro, general de Divisão Pedro Paulo Levi Mateus Canazio; o chefe do Centro Integrado de Telemática do Exército (CITEx), general de Brigada Jacy Barbosa Junior; o secretário de Radiodifusão do Ministério de Comunicações, Maximiliano Martinhão; o conselheiro da Anatel e presidente do GAISPI, Moisés Moreira, seguido por outros dirigentes do Grupo e o presidente da EAF, Leandro Guerra. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Nova regra de numeração é tema da live do Tele.Síntese
Próximos TIM busca parcerias com empresas de saúde e de energia