Telebras abre licitação para troca de roteadores de rede


Crédito: freepik
Crédito: freepik

[Atualizada]* A Telebras vai contratar, por meio de pregão eletrônico, empresa ou consórcio de empresas especializadas no fornecimento de materiais de instalação, serviços de desinstalação, serviços de instalação e serviços de transporte de equipamentos do backbone da estatal para atendimento das demandas relacionadas à readequação da infraestrutura de estações. A abertura das propostas está marcada para o dia 3 de maio. A estimativa de preço é sigilosa.

A estatal corrigiu o que estava publicado antes, de que a licitação seria para implantação da rede privativa. Segundo a assessoria da Telebras, a compra visa atualizar os roteadores da rede.

PUBLICIDADE

Empresas de pequeno porte terão prioridade. Poderão participar da licitação da Telebras empresas ou associações constituídas sob forma de consórcio, que deverão apresentar o compromisso por escritura pública ou documento particular registrado em Cartório de Registro de Títulos e Documentos, subscrito pelos consorciados, discriminando e determinando a empresa líder, que será responsável pelo cumprimento das obrigações das consorciadas.

A empresa contratada fornecerá serviços de instalação, desinstalação e transporte de switches Datacom que possibilitem a migração e a desmobilização de equipamentos. Na migração está previsto o transporte para o novo local e instalação física do equipamento e de seus respectivos serviços de rede. A desmobilização compreende a desativação do equipamento e transporte para o Centro de Manutenção mais próximo.

Para a estatal, agilidade e simplicidade proporcionada pelo pregão, possibilita que a contratação seja ajustada à
necessidade de cada projeto. Esta flexibilidade é imprescindível uma vez que ajustes finais são necessários após a
realização de medidas de campo. O edital da licitação pode ser consultado aqui.

[A primeira versão deste texto informava erroneamente que a licitação estava relacionada à criação da rede privativa do governo federal, prevista no edital do leilão 5G. No entanto, a licitação hoje divulgada não tem relação com a prevista no edital 5G, que deve ser conduzida pela EAF, entidade que vai operacionalizar as iniciativas de política pública previstas no edital do leilão 5G]

PUBLICIDADE
Anterior Governo insiste em mandato de cinco anos para Baigorri
Próximos Com TIP e operadoras, Inatel inaugura laboratório para teste de campo do Open RAN