PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Anuário TeleSíntese

Tecnologia testada e aprovada

Solução de modem para antena 5G projetado com uma arquitetura atualizável para permitir a rápida implementação dos novos recursos do 3GPP release

Helio Graciosa, Fundador e Diretor do Instituto iCorps Brasil e Hamilton Mattias, diretor de marketing de produtos da Qualcomm.

SNAPDRAGON X65 

1º Lugar 

Categoria Fornecedores de Produtos 

Empresa: Qualcomm 

[O Tele.Síntese publica ao longo das próximas semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2022, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui] 

Em outubro, Claro, Embratel e Ericsson, suportadas por tecnologia Qualcomm, alcançaram a maior taxa de pico de uplink na América Latina em uma rede comercial durante uma demonstração ao vivo em São Paulo. A velocidade de dados de uplink chegou a 700 Mbps, abrindo caminho para novas experiências e casos de uso do mercado corporativo e para o consumidor.  

Essas são algumas possibilidades abertas pelo novo Snapdragon X65 (SDX65) 5G Modem-RF System, solução Qualcomm de modem para antena 5G projetado com uma arquitetura atualizável para permitir a rápida implementação dos novos recursos do 3GPP release 16 em smartphones, banda larga móvel, acesso sem fio fixo, IoT industrial e Redes privadas 5G por meio de atualizações de software.  

“Trata-se do primeiro produto a se conectar com a rede 5G com taxas de até 10 Gbps, oferecendo maior velocidade (throughput) e menor latência ao se conectar com a rede celular. A velocidade máxima de uplink do SDX65 é de até 3,4Gbps”, diz Hamilton Mattias, diretor de Produto da empresa.  

Ele destaca que esta é a quarta geração de modens e o primeiro a suportar 3GPP release 16 com uma solução do modem até a antena. Além de propiciar conectividade em rede 5G para smartphones, computadores, tablets, CPEs, roteadores, equipamentos de IoT em indústrias, o SDX65 endereça redes privativas e serve a uma série de propósitos para interligar essa rede. Também é capaz de atender até oito antenas, tendo suporte à tecnologia Mimo.  

O mercado é promissor devido à implantação do 5G no Brasil. A expectativa da Qualcomm é de que o SDX65 leve para dentro das casas, empresas e outros ambientes conectividade rápida, segura e flexível, sem depender de uma conexão fixa por fibra, ou seja, sem limitações de infraestrutura física, que pode ser rompida ou roubada. Também pode ser uma alternativa para instalações temporárias, como em eventos ou emergências.  

“Há vários modelos de negócio, trabalhamos com parceiros licenciados para desenvolverem placas ou módulos para outros fabricantes produzirem laptops ou CPEs. A Intelbras está entre os fabricantes no Brasil, assim como diferentes marcas de dispositivos móveis”, informa Mattias.  

Ele destaca que há versões tanto para módulos quanto para celulares. “A solução integra do modem à antena e suporta desde frequências sub 6 GHz a ondas milimétricas ou uma combinação delas, oferecendo ao usuário uma experiência de alta velocidade e baixa latência. Isso é o que permite essa velocidade de 10 Gbps”, explica. (Carmen Nery) 

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado