Notícias com o tag

ran sharing


O principal problema na oferta de compra de Claro, TIM e Vivo é o limite de frequências que cada empresa pode deter. E, quanto à Highline, seria o ineditismo de uma rede móvel neutra. No primeiro caso, o “remédio” já está configurado em regulamento. No segundo, para conceder a anuência prévia, a Anatel só analisa questão societária e não o modelo de negócios, assinalam fontes da agência.

Para conselho da agência, parceria entre TIM e Vivo foi profundamente analisada pela área técnica e tem “inequívoco interesse público”

Conselheiros consideraram a operação proposta tem como objetivo gerar economia de custos de implantação de infraestrutura, o que é uma finalidade legítima do ponto de vista competitivo

Relatora entende que preocupações da operadora estão circunscritas ao eventual e futuro descumprimento das cláusulas contidas nos contratos e os eventuais danos decorrentes. E que a Anatel vai penalizar caso ocorram.

Porém, conselheiros entendem que, apesar de sobreposições, é possível a convivência dos acordos em regime de plena conformidade contratual.

Operadora sustenta que posição do órgão antitruste não afastou todas as possibilidades de limitações da concorrência com a aprovação do acordo

Obrigação de informação sobre o andamento do compartilhamento vale apenas para as redes 2G

Presidentes das operadoras acreditam no aval definitivo por parte do Cade nos próximos dias. Neste ano, serão cobertas ao menos 50 cidades.

Compartilhamento vai durar os 18 meses, prazo dado pela agência para que as duas empresas, agora fundidas, se adequem à regulamentação

Designed by Bedneyimages / Freepik

Operadora alega que falta clareza se o contrato em análise não é de single grid, que tem potencial maior de limitar concorrência