Notícias com o tag

provedor regional


Para atender à principal demanda dos provedores regionais, melhorar a experiência de seus clientes finais de internet, a Cemig Telecom investiu R$ 15 milhões em um novo backbone que permite entregar serviços em IP MPLS.

Foto: Gabriel Jabur

Segundo entidade, definição de onde aplicar recursos em banda larga acentua disparidades regionais.

O primeiro produto, resultado do trabalho de cocriação com clientes, é um software de análise estratégica do mercado para ajudar o provedor a rentabilizar a rede. Do laboratório de inovação da empresa, que marca seu reposicionamento no mercado, surgiram mais dois produtos desenvolvidos em parceria.

By phogel (Flickr: Ilja de Marajo Beach, Para / Brazil) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

A Prodepa, empresa de TICs do governo do Pará, vai firmar parcerias com provedores regionais. O primeiro trecho é a rede que chega à Ilha do Marajó.

Durante seminário, entidade anunciou que está prestes a ser criado o Comitê das Prestadoras de Pequeno Porte e que vai fazer o leilão de frequências “das sobras das sobras”.

Na primeira RFI, que sai esta semana, estão contempladas Londrina e Ponta Grossa, no Paraná, sedes de universidades federais. Os demais editais vão ser lançados na sequência e estarão concluídos no final de julho.

A nova rede, com 763 km, interliga Uberlândia a Belo Horizonte e amplia a capacidade de atendimento de sete cidades do Triângulo.

Depois de quase dois anos desde que a consulta pública foi lançada, e com um conselho diretor quase totalmente renovado, a Anatel aprovou hoje, 22, o novo regulamento de radiação restrita, que confirma uma proposta bem polêmica. Põe fim na exigência da licença de SCM para os pequenos prestadores de serviço que tenham no máximo 5 mil clientes. Os pequenos provedores só terão que avisar o início das atividades à Anatel.

O provedor regional, com sede em Carmo, no interior do Rio de Janeiro, conta com 50 mil usuários e pretende duplicar a base até o final de 2018.

A Secretaria de Ciência e Tecnologia da Bahia, responsável pelo projeto, está firmando parceria com a RNP e vai usar a rede da Chesf para interligar 24 POPs a 100 Gbps.